Rio Claro (SP) vai seguir restrições determinadas por Doria durante fase de restrição

Frota de ônibus chegou a ser ampliada nesta semana. Foto: Divulgação.

Transporte coletivo da cidade será monitorado pela Prefeitura para adequação de frota

JESSICA MARQUES

O município de Rio Claro, no interior paulista, vai seguir na íntegra as determinações do Plano São Paulo, anunciadas pelo governador João Doria. As medidas serão adotadas a partir da próxima segunda-feira, 15 de março de 2021, com o objetivo de reduzir o número de contaminações pelo coronavírus nesta pandemia.

A informação foi divulgada pelo prefeito Gustavo Perissinotto, após reunião do comitê municipal de enfrentamento ao coronavírus. O chefe do Executivo afirmou que várias medidas estão sendo providenciadas pela prefeitura para tentar conter o avanço da pandemia no município e também para poder atender os pacientes.

“Oficiamos os governos estadual e federal para o aumento no número de leitos, pedimos celeridade ao consórcio regional de saúde para a compra de vacinas e estamos trabalhando para a contratação de mais médicos”, disse  Perissinotto.

A Prefeitura informou que o transporte coletivo terá monitoramento permanente para que o número de ônibus seja o suficiente para transporte de quem cumpre atividade essencial e precisa do transporte público. Nesta semana, a frota chegou a ser readequada.

Relembre:

Alterações no transporte coletivo de Rio Claro (SP) começam a valer nesta sexta (12)

A administração municipal ressaltou ainda que as regras e restrições impostas pelo Plano SP terão fiscalização pela Vigilância Sanitária, Guarda Municipal e Polícia Militar.

RESTRIÇÕES DE ATENDIMENTO

Para diminuir a circulação de pessoas nas repartições públicas municipais, a prefeitura de Rio Claro irá manter o atendimento exclusivamente a partir de agendamento por telefone. O interessado deve ligar para o departamento onde pretende ser atendido e marcar dia e horário.

Outra decisão mantida pelo prefeito Gustavo Perissinotto é a redução em até 50% no número de funcionários trabalhando nas repartições municipais. Sempre que possível, os serviços serão feitos em home office.

Confira quais estabelecimentos podem e quais não podem funcionar em Rio Claro nesta fase emergencial da pandemia:

Podem funcionar somente alguns serviços essenciais.

A recomendação é que os serviços autorizados a funcionar respeitem o toque de recolher das 20 às 5 horas, para evitar a circulação de pessoas nessa faixa de horário.

Saúde: farmácias, serviços prestadores de saúde ocupacional, ótica, lojas que comercializam produtos de higiene, estabelecimentos de manutenção de dispositivos de compensação de ametropias (conserto/manutenção/higienização de óculos), clínicas, clínicas odontológicas, órgãos de saúde pública e privada, estabelecimentos de saúde animal, pet shops, perfumarias (porque vendem produtos de higiene) e lojas de cosméticos (porque vendem produtos de higiene).

Alimentação: hipermercados, padarias, supermercados, mercados, lojas de bolo, suplementos (alimentares), lojas de produtos naturais, açougues, feiras livres, minimercados e mercearias (todos sem consumo no local, exceto restaurantes em rodovias).

Abastecimento: cadeia de produção e abastecimento (produção agropecuária e agroindústria, transportadoras, armazéns, depósitos de gás liquefeito de petróleo, postos de combustíveis, borracharias, mecânicas, lava-rápidos, higienização de estofados de automóveis).

Logística: estabelecimentos e empresas de locação e venda de veículos novos e usados, oficinas de veículos automotores, serviços de vistoria veicular e emplacamento, fabricação e montagem de bicicletas, partes e acessórios, transporte público coletivo, táxis, aplicativos de transporte, serviços de entrega (motoboy e outros) e estacionamento.

Serviços Gerais: lavanderias, serviços de limpeza, hotéis, manutenção e zeladoria, vidraçarias, serviços bancários (incluindo lotéricas), serviços de call center, assistência técnica (manutenção) de produtos eletroeletrônicos, bancas de jornal, serviços de sucata, lojas cuja única função é recarregar cartuchos de impressora, serviços funerários e serviços postais.

Segurança: serviços de segurança pública e privada, assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade, atividades de defesa nacional e de defesa civil.

Comunicação social: meios de comunicação social, inclusive eletrônica, executada por empresas jornalísticas e de radiodifusão sonora e de sons e imagens, telecomunicações e internet.

Serviços de engenharia e agricultura: agronegócios (floricultura) e indústrias.

Indústrias.

Escolas: escolas particulares com 35% de ocupação nas unidades de Educação infantil, Fundamental e ensino médio. Ensino superior com 100% de ocupação nos cursos de medicina, farmácia, enfermagem, fisioterapia, odontologia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, nutrição, psicologia, obstetrícia, gerontologia e biomedicina. As escolas públicas estaduais e municipais continuam sem aulas presenciais.

Não pode na fase emergencial

Cultos, missas e demais atividades religiosas coletivas: os locais podem receber fiéis para orações e orientações religiosas de forma individual, seguindo as garantias de distanciamento social.

Reunião, concentração ou permanência de pessoas em espaços públicos.

Atividades administrativas internas presenciais em estabelecimentos comerciais e prestadores de serviços não essenciais: escritórios de contabilidade, imobiliárias, serviços públicos não essenciais e similares. A orientação é que se adote na fase emergencial o trabalho remoto.

Atendimento ao público, serviço de retirada ou “pague e leve”: bares, restaurantes, shopping, galerias e estabelecimentos congêneres e comércio varejista de materiais de construção (lojas de tintas, de pisos e revestimentos, madeireiras, elétrica, hidráulica, etc). Esses estabelecimentos podem trabalhar apenas com sistema de delivery e drive-thru, das 5 às 20 horas.

Não é permitido em hipótese alguma consumo de produtos nas áreas adjacentes aos estabelecimentos, tais como mesas ou bancos colocados no passeio público.

Exceção

No caso de comércio e serviços considerados não essenciais (comércio em geral como loja de roupas, bolsas, sapatos, armarinhos, tecidos, papelaria, xerox, etc) é permitido o atendimento em sistema de drive-thru até às 20 horas e por delivery no período especificado na licença de funcionamento.

Drive thru: o estabelecimento deverá trabalhar com a porta fechada. Os usuários vão até o estabelecimento buscar as mercadorias sem sair do carro. As mercadorias podem ser previamente escolhidas/compradas via telefone, WhatsApp, internet ou qualquer meio não presencial. Nesta modalidade não se permite adentrar ao estabelecimento.

Delivery: os usuários recebem suas mercadorias em casa, através de entrega em domicílio. A mercadoria é comprada/escolhida previamente através de qualquer método não presencial (telefone, Whatsapp, internet, etc).

Dúvidas e esclarecimentos

O município de Rio Claro colocou quatro telefones à disposição do público para eventuais esclarecimentos.

De segunda a sexta-feira (das 7h30 às 17 horas) na Ouvidoria Municipal (3526-7105) ou na Vigilância Sanitária (3523-7218 e 3533-1275).

À noite e aos finais de semana, na Guarda Civil Municipal (153).

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Nivaldo Silva disse:

    Esse prefeito de Rio Claro não passa de um cagao , que lambe as bolas do safado do João dória , são dois bunda moles ! # Bolsonaro é o cara e vai ser reeleito em 2022 !

  2. SANDRO D OLIVEIRA disse:

    Deixo minha indiguinação com estas medidas restritivas que só esta sendo validas para os pequenos comerciantes . GOSTARIA MOS DE VER QUE TODOS SÃO TRATADOS DE FORMA IGUAL ,MAIS NÃO E O QUE ESTAMOS VENDO NO DIA DIA .QUERO DEIXAR AQUI UMA PALAVRA PARA TODOS QUE TEM COMETIDO ESTAS INJUSTIÇAS ,QUE ISTO UM DIA VAI SER COBRADOS DE TODOS VCS ,NAO PENSSEM QUE VÃO ESCAPAR DO JUIZO DO NOSSO DEUS

  3. makinski disse:

    bozo passou a vida toda no congresso sem abrir a boca…só comendo do dinheiro publico…espero sim que ele seja reeleito e que o povo passe por uma crise sem tamanho …….povo gado tem de ter o que merece

Deixe uma resposta