Operação investiga desvios de publicidade no transporte público do Distrito Federal

Secretaria de Transporte e Mobilidade informou que contribuirá com todas as informações necessárias para a investigação referente a publicidade dos ônibus. Foto: Divulgação.

Polícia Civil e Ministério Público cumpriram 16 mandados de busca e apreensão

WILLIAN MOREIRA

O Ministério Público do Distrito Federal (MP-DF) e a Polícia Civil iniciaram na manhã desta quarta-feira, 10 de março de 2021, a Operação Rafflesia. Ao todo, foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão em várias regiões de Brasília.

O objetivo da ação é encontrar indícios de uma suspeita irregularidade em contratos de publicidade no transporte coletivo, chegando ao valor de R$ 1 milhão.

Este montante seria fruto de repasses não realizados ao Poder Público para a Semob (Secretaria de Transporte e Mobilidade) pelas empresas de ônibus.

Durante a operação, já foram coletados documentos e dados que busquem comprovar o apurado pela investigação já em andamento, entre elas a existência de empresas de fachada ou com algum tipo de irregularidade de registro, já que das 11 verificadas, apenas três possuem o endereço no local indicado.

Outro ponto é verificar se os contratos firmados com as empresas de publicidade seguem o valor correto ou se são declarados valores bem abaixo do verdadeiro.

A Operação Rafflesia tem esse nome em alusão a plantas parasitas que sobrevivem de nutrientes de outras árvores onde elas se fixam.

OUTRO LADO

Em nota ao Diário do Transporte, a Secretaria de Transporte e Mobilidade informou que contribuirá com todas as informações necessárias para a investigação referente a publicidade dos ônibus.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta