Guarulhos (SP) suspende retomada da Zona Azul prevista para 22 de março

Empresa Estacionamento Digital, que venceu a licitação, já começou a fazer a delimitação de todas as vagas dentro do município. Foto: Márcio Lino/PMG.

Serviço será totalmente digital, com 2.994 vagas rotativas

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Guarulhos, na Grande São Paulo, havia informado que iria retomar a Zona Azul em 22 de março, uma segunda-feira. O serviço será totalmente digitalizado e com 2.994 vagas rotativas.

Contudo, a medida foi suspensa por conta da pandemia de covid-19.

CONFIRA REPORTAGEM ATUALIZADA:

Guarulhos (SP) mantém Zona Azul suspensa durante fase emergencial determinada por Doria

Quando retomada a Zona Azul, por meio do aplicativo Estacionamento Digital, os motoristas poderão utilizar uma vaga por até duas horas. Também serão disponibilizados pontos de vendas para os usuários.

Segundo a Prefeitura, o novo sistema de Zona Azul prevê ainda 30 monitores, que irão trabalhar nas ruas para orientações e vendas de tíquetes, que poderão ser pagos com cartão de débito, crédito ou em dinheiro.

O serviço irá custar R$ 1,75 por meia hora, R$ 3,50 pelo período de uma hora e R$ 7 para o uso da vaga por duas horas. A validação do tíquete também poderá ser realizada pelo aplicativo, por meio de um site e nos comércios cadastrados.

Na última quarta-feira (24) a empresa Estacionamento Digital, que venceu a licitação, começou a fazer a delimitação de todas as vagas dentro do município. Elas serão distribuídas da seguinte maneira: 1.743 na região central, 733 na região do Bosque Maia, 215 no Macedo, 170 na Vila Galvão e 133 no Jardim Bom Clima.

O sistema será totalmente digitalizado e o usuário poderá se cadastrar pelo site www.estacionamentodigital.com.br. A partir do cadastro, poderá comprar os créditos e depois estacionar.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

  1. Jose disse:

    Boa noite!
    Boa ideia do prefeito juti, mais isso é apenas mais uma taxa a ser pagar, e seguida de muitas multas.

    Fazer algo que ajude a população ele não faz, ruas esburacadas e quando realizar um reparo ficar bem pior, com a enregularidade que ficar na via.

    Bairros do centro com ruas surjas, sugeiras essas que vai entupindo as galerias de esgosto.

    Sr prefeito Juti, porque essas arrecadações não volta em benfeitorias para população???

    Só criar forma de sugar dia após dia o pouco dinheiro que a população ganhar não traz conforte e bem estar para população de Guarlhos.

    Ao invés de demarca rua pública pra fazer arrecadação poderia construir estacionamento com preço mais acessível a população e com preços justo, não apoiar empresas que hoje domina o centro com cobranças absurdas por cada hora.

Deixe uma resposta para Jose Cancelar resposta