Ônibus operam normalmente em São Vicente (SP) nesta segunda

Paralisação estava prevista para esta segunda, porque vale-refeição e o adiantamento salarial não foram pagos. Foto: Divulgação.

Trabalhadores decidiram aguardar audiência do TRT, que será nesta terça (02)

JESSICA MARQUES

Os ônibus de São Vicente, no Litoral Paulista, operam normalmente nesta segunda-feira, 1º de março de 2021, para quando estava prevista uma greve. Contudo, os trabalhadores decidiram aguardar a audiência que será realizada no TRT-2 (Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região) nesta terça (02).

A decisão foi tomada em assembleia do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Santos e Região na manhã desta segunda. Conforme informado pela categoria ao Diário do Transporte, a operação é realizada com 100% da frota de ônibus.

O TRT agendou uma videoconferência de conciliação para 14h de terça-feira (02), com participação de um diretor do sindicato, um representante da empresa e outro da Prefeitura, com os respectivos advogados.

A Justiça do Trabalho também determinou que 80% da frota esteja em operação nos horários de pico durante a greve de ônibus de São Vicente.

Relembre:

TRT determina 80% da frota em operação nos horários de pico durante greve de ônibus de São Vicente (SP)

A decisão dos motoristas e demais funcionários da empresa Otrantur de entrar em greve foi divulgada por meio do Sindicato dos Rodoviários de Santos e Região. A categoria informou que o vale-refeição e o adiantamento salarial não foram pagos na segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021.

Em aviso de greve aos usuários e autoridades, publicado em jornal de circulação regional, o presidente do sindicato, Valdir de Souza Pestana, diz que “a mora tem sido contumaz”. Ainda segundo a categoria, a greve será por tempo indeterminado, “porque a legislação determina prazo de 72 horas após a publicação do aviso oficial do sindicato”.

Relembre:

Jessica Marques para o Diário do Transporte

 

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta