ALERJ aprova projeto que incluiu motoristas e cobradores em grupos prioritários de vacinação contra covid-19

Foto: Jhonathan Barros / Ônibus Brasil

Medida segue agora para o governador em exercício, Cláudio Castro, que terá até 15 dias úteis para veto ou sanção

ALEXANDRE PELEGI

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nessa quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021, o Projeto de Lei 3.533/21, que autoriza a organização de grupos prioritários entre profissionais da educação na campanha de vacinação contra a covid-19.

O PL, de autoria da deputada Martha Rocha (PDT), foi aprovado em votação única e alterou a Lei 9.040/20 que trata do tema.

Com a nova redação, a Lei 9.040/20 que autoriza o estabelecimento de determinados grupos prioritários para o recebimento da vacina contra a covid-19, foi alterada, passando a incluir os motoristas e cobradores de ônibus que estejam trabalhando durante a pandemia.

A medida segue agora para o governador em exercício, Cláudio Castro, que terá até 15 dias úteis para sancioná-la ou vetá-la.

A Lei 9.040/20 previa a prioridade para profissionais de Saúde, de Assistência Social, da Segurança Pública e de Educação.

A medida valerá caso as categorias contempladas pela lei não estejam como prioritárias no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid19.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta