Manaus (AM) inicia cadastro e recadastro da meia-passagem estudantil 2021 nesta quinta (18)

Procedimentos são feitos online por conta da pandemia. Foto: Altemar Alcantara / Semcom.

Solicitação do benefício poderá ser feita até 18 de março

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Manaus, no Amazonas, vai iniciar o período de cadastro e recadastro do benefício da meia-passagem estudantil de 2021 nesta quinta-feira, 18 de fevereiro.

A solicitação do benefício poderá ser feita até 18 de março, conforme informado pelo IMMU (Instituto Municipal de Mobilidade Urbana), em nota.

Os procedimentos serão realizados pela internet, por meio do site http://estudantes.manaus.am.gov.br/. A realização online tem como objetivo prevenir a disseminação do novo coronavírus.

Confira abaixo as instruções divulgadas pela Prefeitura para obtenção do benefício:

Primeiro cadastro

O estudante que nunca utilizou o benefício da meia passagem, não importa a idade, poderá se cadastrar pela primeira vez.  Este procedimento deverá ser feito pelo site e, após 72 horas, o estudante deverá se dirigir a sede do Sinetram, na avenida Constantino Nery, nº 476, Centro, portando Identidade ou Certidão de Nascimento e CPF, para solicitar a emissão do Cartão.

O Sinetram adotará todas as medidas preventivas para atender ao público, como uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento, organizando filas e orientando os estudantes. Atualmente, o horário de atendimento no órgão ocorre entre 8h e 16h.

Caso o estudante seja menor de 18 anos, deverá comparecer ao Sinetram acompanhado do responsável   legal. Após esse procedimento, aguardar a aprovação de seu cadastro pela instituição de ensino e o início do ano letivo para assim poder comprar a quantidade de créditos referentes ao curso que irá frequentar.

Vale ressaltar que o CPF é obrigatório para o cadastro.

Recadastramento

O recadastramento também deve ser feito de 18 de fevereiro de 2021 a 18 de março de 2021, por meio do site estudantes.manaus.am.gov.br.

O processo de recadastramento nada mais é que a atualização de todas as informações acadêmicas do ano de 2020 para 2021 em que o aluno informa se mudou de curso, endereço ou instituição de ensino. Após esse procedimento, o aluno aguarda a instituição confirmar os dados informados e, se tudo estiver ok, a própria instituição aprova o cadastro.

MANUTENÇÃO DO BENEFÍCIO

Em nota, o diretor-presidente do IMMU, Paulo Henrique Martins, ressaltou a importância de manter o benefício aos estudantes da capital. “É fundamental que os estudantes atentem ao prazo estabelecido. Com esta medida, atendemos uma recomendação do prefeito David Almeida, que solicitou atenção à manutenção da meia-passagem para que nenhum estudante seja prejudicado”, disse.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta