Motoristas de João Pessoa protestam na manhã desta segunda (25) contra demissões no setor

Foto: Secom / João Pessoa

Categoria se opõe a eventual reajuste da tarifa na capital paraibana, assunto em análise na Semob-JP

ALEXANDRE PELEGI

Os motoristas do transporte coletivo de João Pessoa, na Paraíba, fizeram um protesto na manhã desta segunda-feira, 25 de janeiro de 2021, contra demissões no setor e um eventual aumento na tarifa dos ônibus.

O assunto do reajuste é uma reivindicação dos empresários e vem sendo tratado junto à Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob) da prefeitura.

Os rodoviários paralisaram as atividades às 8h30 e retornaram ao trabalho por volta das 10h20.

As informações são do portal Mais PB.

A Semob está finalizando a análise técnica para definir o novo preço para a tarifa de ônibus da capital da Paraíba.

O Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros no Município de João Pessoa (Sintur-JP) entregou no final de dezembro de 2020 o pedido de reajuste, com os dados para o reajuste segundo previsto no contrato de concessão do transporte público.

Em 2020 o Conselho Municipal de Mobilidade Urbana de João Pessoa (CMU) votou o aumento da tarifa no dia 24 de janeiro. O reajuste aprovado foi de R $ 0,20, o que elevou a tarifa para o ‘Passe Legal’ de R$ 3,80 para R$ 4,00. Para quem pagava em dinheiro, o valor passou de R$ 3,95 para R$ 4,15.

Por causa do protesto, o trânsito precisou ser bloqueado na região do Parque Sólon de Lucena, onde a categoria se concentrou.

Outra reivindicação dos motoristas foi quanto à necessidade de atuarem como cobradores, precisando “passar troco” para os passageiros, o que aumenta os riscos de contágio pelo Covid-19.


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta