Greve de ônibus em Londrina por causa de não pagamento do vale-salarial

Ônibus em Londrina (foto arquivo)

Viações dizem que estão sem recursos financeiros

ADAMO BAZANI

Quem depende de transporte coletivo em Londrina enfrenta dificuldades nesta sexta-feira, 22 de janeiro de 2021.

Trabalhadores das três empresas que presam serviços na cidade cruzaram os braços: TCGL (Transportes Coletivos Grande Londrina), Londrisul e TIL Transportes Coletivos S.A.

O Sinttrol (Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Londrina) diz que as companhias de ônibus não pagaram o vale salarial, que é o adiantamento do salário previsto em convenção trabalhista.

As empresas por sua vez alegam que estão sem recursos financeiros por causa da queda de demanda de passageiros por causa da covid-19 e não conseguiram o dinheiro de forma integral. As companhias vão tentar pegar um empréstimo.

A TCGL possui em torno de 600 funcionários, a Londrisul tem aproximadamente 350 e a TIL em torno de 200.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. DIEGO disse:

    A TIL no caso opera no metropolitano de Londrina e no sistema urbano das cidades vizinhas como Cambé e Ibiporã e lá também estão passando por esse perrengue também.

  2. Helena disse:

    Creio eu que tudo isso é uma jogada ” patifaria ” sindicato e empresa para forçar o aumento da tarifa, mesmo com td voltando a normalidade continuam a tirar horarios de onibus e não voltaram as linhas que tiraram no inicio da pandemia, é uma pouca VERGONHA e usam os trabalhadores para isso.

  3. ..... disse:

    Todo ano essa palhaçada vergonha pelo amor….

Deixe uma resposta