São Bernardo do Campo (SP) vai criar linhas expressas neste ano, após entrega do Terminal Batistini

Previsão de entrega da estrutura foi divulgada pela Prefeitura após vistoria das obras. Foto: Gabriel Inamine/PMSBC.

Obras devem ficar prontas até fevereiro, segundo a administração municipal

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, informou que vai criar linhas de ônibus expressas após a entrega do Terminal Batistini.

As obras do terminal estão previstas para ficar prontas até fevereiro, segundo a administração municipal. A estrutura possui 4 mil metros quadrados e os trabalhos foram vistoriados nesta terça-feira, 05 de janeiro de 2021, pelo prefeito Orlando Morando.

“Este terminal irá nos permitir ter linhas expressas, onde moradores de toda esta região do Batistini irão desembarcar aqui e terão à disposição ônibus expressos que farão trajetos mais rápidos, com menos paradas, garantindo assim mais agilidade e conforto aos nossos passageiros”, disse Morando.

Localizado na Estrada Galvão Bueno, o futuro terminal permitirá a adoção de modelo tronco-alimentador na região do Batistini. Assim, segundo a Prefeitura, linhas expressas serão criadas para saírem exclusivamente deste ponto em direção a diversas regiões da cidade, adotando um sistema de transporte público mais eficiente.

A expectativa da administração municipal é que com este modelo, passageiros vindos dos bairros Batistini, Los Angeles, Jardim Represa, Parque Imigrantes, entre outros, tenham redução significativa no deslocamento por bairros de São Bernardo.

“O futuro Terminal Batistini faz parte de um amplo projeto de valorização do transporte coletivo de São Bernardo. O espaço será ponto de transferência para os usuários que utilizam diariamente o Corredor da Estrada Galvão. Com 6,3 quilômetros de extensão, o corredor começa na rotatória do trecho sul do Rodoanel Mário Covas, se estendendo até o fim da Avenida Maria Servidei Demarchi”, informou a Prefeitura, em nota.

ESTRUTURA

O terminal terá duas plataformas para embarque e desembarque, com 80 metros cada, que juntas terão capacidade para atender simultaneamente cinco ônibus convencionais e três articulados.

Além disso, a estrutura terá edificações de apoio à operação, como bilheterias, sanitários públicos, guarita, prédio operacional e administrativo, bicicletário com capacidade para 60 bikes e elevador. O espaço conta também com área de estacionamento para ônibus e veículos.

Ao todo, a Prefeitura de São Bernardo do Campo informou que investiu R$ 23 milhões na construção do terminal. As obras estão sendo executadas pela empresa ETC Empreendimentos e Tecnologia em Construções.

OBRAS ATRASADAS

Atualmente, no terminal, a Prefeitura está realizando os serviços jardinagem, limpeza e pintura de sinalização no entorno. Contudo, a estrutura estava prevista para ser entregue no primeiro trimestre de 2020.

Relembre:

Prefeitura de São Bernardo do Campo prevê entrega do Terminal Batistini para primeiro trimestre de 2020

Leia também:

Prefeitura de São Bernardo diz que terminal Batistini vai ficar pronto em 2020 e que 40% das obras já foram feitos

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. JOSÉ LUIZ VILLAR COEDO disse:

    Enquanto isso em São Paulo – SP …

  2. Luciana Mendes Marques Silva disse:

    O prefeito só está lembrando das pessoas que moram nos bairros prossimos ao Jd represa e batistine . E quem mora nos bairros prossimos a estrada dos Alvarengas e estrada da cama patente . E principalmente nós mulheres que trabalhamos na região do Condomínio swiss park e butujuru . Que temos uma péssima acessibilidade até lá . Como será . Calçadas horríveis . Para chegar até lá temos que pagar duas conduções pois só temos as linhas que param na avenida Servidei demarchi . E o outro seria o 38 terra nova . Que seria a segunda opção . E aí prefeito nós também vamos para as urnas dar nosso voto e foi assim que o Sr foi eleito por nós mulheres que somos a maioria da sua população .

Deixe uma resposta para Luciana Mendes Marques Silva Cancelar resposta