Prefeitura de Campinas (SP) faz novo repasse de R$ 5 milhões ao transporte público

Foto: Sérgio de Sousa Elias/Ônibus Brasil

Este é o segundo aporte financeiro ao setor apenas em dezembro

WILLIAN MOREIRA

A Prefeitura de Campinas, no interior de São Paulo, autorizou por meio do Decreto nº 21.218, de 21 de dezembro de 2020, um novo repasse ao setor de transporte coletivo no valor de R$ 5 milhões.

Segundo o documento, é “de forma a dar o suporte necessário para o Sistema de Transporte Coletivo Municipal” que foi afetado durante a pandemia com uma queda significativa no número de passageiros.

Além deste valor, o poder municipal já havia autorizado outro repasse no mesmo valor no início de dezembro. Relembre: Campinas repassa R$ 5 milhões ao transporte coletivo

Além desse crédito suplementar autorizado pela prefeitura, existe o subsídio mensal de R$ 6 milhões, utilizado para a manutenção do valor atual da tarifa em R$ 4,95.

Segundo a prefeitura, para manter a tarifa sem aumento foi necessário aportar subsídio de R$ 5 milhões mensais ao Sistema Intercamp, composto pelas empresas concessionárias do transporte coletivo e pelos mini/midiônibus do serviço alternativo.

A frota do Sistema InterCamp totaliza mais de 1,1 mil ônibus, sendo 996 acessíveis (87%).

Além disso, é feito ainda um repasse de R$ 1 milhão ao Programa de Acessibilidade Inclusiva.


Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Rosaldina Carvalho disse:

    Mas repassa e a frota como fica? A mesma coisa os ônibus caindo os pedaços chovendo dentro tudo igual?? Me poupe cafr o ar condicionado que vc prefeito Jonas prometeu para os eleitores se ganhasse as eleições cadê? Está indo embora e gicsmis vendo navio.!!!!

    1. Gabriel Silva disse:

      Teoricamente ele já chegou…para parte cidade.

      No começo do ano chegou uma remessa grande de 125 ônibus zero km com suspensão pneumática e AC. O problema? Eles foram adquiridos apenas pela VB3 e por conta disso estão todos concentrados na região de Barão Geraldo/Amarais.

      O resto da cidade? Espere até a próxima licitação for “destravada” na justiça…

      E nem estou citando o fato dos ônibus que chegaram com AC nem estarem usando ele por conta da pandemia, ou seja, desde que ele eles chegaram até o equipamento ser desligado foi menos de 1 mês.

      Triste não?!

  2. Mauricio Alexandre disse:

    Campinas tem o pior e mais caro transporte publico do Brasil. Todos os dias pra trabalhar fico de 40 minutos a 1 hora esperando no ponto. As vezes choro de raiva e tristeza por tanta humilhaçao.

  3. Valdor disse:

    Ônibus sempre lotodas, que nunca passam no horário, nos fds praticamente desaparecem e dizem que tem prejuízo.

Deixe uma resposta