Transporte coletivo de Goiânia (GO) entra em greve parcial

Terminal Isidória amanheceu sem ônibus neste sábado (19) em Goiânia. Foto: SET

Apenas as linhas da Metrobus estão em operação

WILLIAN MOREIRA

Uma greve que afeta boa parte do transporte coletivo de Goiânia, em Goiás, começou neste sábado, 19 de dezembro de 2020.

Estão paradas as garagens da Cootego, HP Transportes, Rápido Araguaia e Viação Reunidas.

A paralisação é motivada por atrasos no pagamento dos salários de novembro e do pagamento parcelado do 13º salário, proposta feita por parte das empresas que não foi aceita pelo sindicato da categoria.

Em nota, o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano e Passageiros da Região Metropolitana de Goiânia (SET) reconhece a situação: “Os motoristas estão nas garagens, mas de braços cruzados. O SET lamenta o atual momento vivido pelo transporte e por todos os funcionários do sistema. Mas entende que perdeu totalmente a confiança e a credibilidade com os quase 5.000 funcionários do setor por não ter conseguido uma solução para o pagamento dos salários e 13º.

Inicialmente a paralisação está prevista para durar dois dias, sábado e domingo, e as concessionárias do setor esperam que na segunda o atendimento seja normal, pois a demanda teve um crescimento com a proximidade do Natal.

O SET reforça que as empresas estão trabalhando para que o serviço seja retomado na segunda-feira e que busca uma solução para a crise instalada no setor. Solução que pode vir de um Plano Emergencial formulado pelo Governo do Estado para assegurar a manutenção do serviço.

Veja imagens desta manhã de outros terminais de Goiânia:

Recanto do Bosque

Terminal Praça A

Terminal Bandeiras

Terminal Cruzeiro

Terminal Garavelo


Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

  1. Francisco eldenir Viana de Oliveira disse:

    Os usuários não tem nada aver com isso

  2. Washington Luís Serafim disse:

    A pandemia no Brasil e só um pano de fundo! O roteiro anual segue normal.

Deixe uma resposta