DF inicia pagamento da nova fase do auxílio para transportadores escolares e de turismo

Foto Meramente Ilustrativa

Foi liberado valor de R$ 600 para cada um dos 1.707 proprietários de ônibus e micro-ônibus ou outros veículos destinados a estas modalidades de transporte

ADAMO BAZANI

O Governo do Distrito Federal (GDF) anunciou que começou a pagar nesta sexta-feira, 04 de dezembro, a nova fase do programa Mobilidade Cidadã, que consiste em um auxílio financeiro para transportadores escolares e de turismo afetados pela crise econômica gerada pela pandemia de Covid-19.

Segundo o GDF, cada um dos 1.707 proprietários de ônibus e micro-ônibus ou outros veículos destinados a estas modalidades de transporte recebe R$ 600.

A lei nº 6.711, de 10 de novembro de 2020, prevê a continuação do programa.

Estão previstas três parcelas mensais no valor de R$ 600, o que custará R$ 3,1 milhões aos cofres públicos. Em dezembro, o programa necessitou de R$ 1 milhão (R$ 1.024.200,00).

Desde julho, quando teve início o pagamento do benefício, já foram repassados R$ 8,19 milhões (R$ 8.196.000,00) para crédito do auxílio, tendo como agente financeiro o Banco de Brasília (BRB).

São beneficiados inicialmente proprietários de veículos que prestam serviço mediante concessão ou permissão do poder público e se encontravam devidamente cadastrados em 31 de janeiro de 2020.

Taxistas
O Governo do Distrito Federal ainda informou em nota que avalia como será feito o pagamento do auxílio emergencial aos taxistas, como determina a legislação.

“Os órgãos envolvidos na concessão do benefício já estão em tratativas para alinhar as diretrizes do repasse financeiro” – diz a nota.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta