Trens das Linhas 4 e 5 de Metrô em SP passam a receber nebulização contra o coronavírus

Linha 5 Lilás, operada pela ViaMobilidade. Imagem ilustrativa

Concessionárias ViaQuatro e ViaMobilidade intensificaram os protocolos de higiene com produto com eficácia atestada pelo Instituto de Biologia da Unicamp

ALEXANDRE PELEGI

Os trens da Linha 4-Amarela e Linha 5-Lilás de metrô em São Paulo passam a ser nebulizados por névoa seca, medida adicional de proteção contra o coronavírus.

Operadas pelas concessionárias ViaQuatro (linha 4) e ViaMobilidade (linha 5), as duas linhas terão mais uma medida de segurança sanitária com o uso de tecnologia aprovada pela Anvisa.

Diferentemente de outros tipos de higienização, a nebulização atinge locais no transporte que a limpeza manual não alcança, como pontos nas alças pegão-mão.

Além de se juntar a outras medidas de prevenção no combate ao coronavírus, as concessionárias ressaltam que a nebulização não elimina o uso de máscaras, obrigatório nos transportes públicos.

A medida, que se soma à limpeza manual, permite eliminar do ambiente partículas suspensas, gotículas de saliva e poeira.

O produto sanitizante comprovadamente não oferece risco à saúde humana nem ao meio ambiente, e tem eficácia atestada pelo Instituto de Biologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

O produto, segundo comunicado das concessionárias, foi desenvolvido especificamente para eliminar fungos, bactérias, germes e vírus, incluindo o novo coronavírus.

Após ser lançado no ar, o produto se mantém ativo por até 72 horas, atuando contra os microrganismos, embora sua névoa se dissipe em 6 minutos no máximo.

Para evitar incômodo aos clientes, o produto é aplicado uma vez ao dia em todos os trens disponíveis de cada linha, após o recolhimento ao pátio ou na plataforma não operacional de uma das estações terminais.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta