Protesto de rodoviários afeta linhas da Viação Pavunense, no Rio de Janeiro, diz Rio Ônibus

Ônibus da empresa Pavunense

Reunião tentará por fim ao impasse sobre parcelamento do 13º salário

ADAMO BAZANI

Passageiros da Viação Pavunense, que atende partes da Zona Norte, Zona Oeste e Centro do Rio de Janeiro, encontram dificuldades na tarde desta terça-feira, 01º de dezembro de 2020.

De acordo com o Rio Ônibus, sindicato que reúne as companhias da cidade, um grupo de funcionários paralisou as atividades.

O protesto é contra o parcelamento do 13º salário.

Algumas linhas da companhia estão em operação parcial.

Na nota, a entidade patronal diz que uma reunião entre empresa e trabalhadores vai tentar por fim ao impasse para a operação ser normalizada.

O Rio Ônibus informa que um grupo de rodoviários da Viação Pavunense parou de trabalhar na tarde de hoje (01/12). Neste momento, há linhas da empresa que continuam em operação.

A diretoria da empresa e representante do sindicato dos rodoviários terão, neste fim de tarde, uma reunião para negociar a proposta de parcelamento do 13º salário dos funcionários.

Vale destacar que a dificuldade para pagamento do 13º tem sido uma realidade para grande parte das empresas de ônibus do Município do Rio.

O congelamento da tarifa há 23 meses, a expansão do transporte clandestino e a concessão de gratuidades sem fonte de custeio são algumas das causas do colapso econômico-financeiro do setor, que também tem sido gravemente impactado pela pandemia.

BRT PAROU PELO MESMO MOTIVO:

Também por causa do parcelamento do 13º salário, os motoristas e cobradores das empresas que operam os três corredores BRT do Rio de Janeiro cruzaram os braços, o que prejudicou 180 mil passageiros e causou congestionamento de 131 km no pico da tarde desta segunda-feira, 30 de novembro de 2020.

Os trabalhadores só voltaram na madrugada desta terça-feira (1º) após o Consórcio BRT se comprometer a pagar os 30% restantes da 1ª parcela.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/12/01/brt-rio-volta-a-operar-nesta-terca-01-nos-tres-corredores/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. JOSÉ LUIZ VILLAR COEDO disse:

    Não esquentem não! Vai LÁ pedir pro titio SATÂNICO do Crivela a grana dos “diizzimuuizz” e das “ofeeirrtaxx auçaidasxx “pra pagar vossos direitos! Crivela ja era! Logo ele cai fora de vez!

Deixe uma resposta