Paralisação do transporte coletivo em Itabuna (BA) chega ao segundo dia

Ônibus da empresa São Miguel

De acordo com o sindicato da categoria, greve deve durar até que os pagamentos vencidos sejam efetuados

WILLIAN MOREIRA

A paralisação do transporte coletivo municipal em Itabuna, na Bahia, chega ao segundo dia nesta sexta-feira, 27 de novembro de 2020.

Iniciada na quinta (26), os trabalhadores protestam devido atrasos no pagamento do vale-refeição.

De acordo com o SindiRod (Sindicato dos Rodoviários do Extremo Sul da Bahia), a empresa São Miguel havia se comprometido a pagar até o dia 20, mas em 25 de novembro, prazo dado pela entidade, também não houve a quitação.

Por essa razão foi deflagrada uma paralisação por tempo indeterminado até que os direitos trabalhistas estejam em dia.

O transporte coletivo em Itabuna havia sido retomado em agosto depois de ser interrompido em março devido à pandemia de Covid-19.

Na época do retorno, ficou determinada a operação de 50% da frota disponível, mas as empresas alegaram não possuir recursos financeiros, com o caixa afetado pela crise sanitária da Covid-19.

O Diário do Transporte procurou a empresa São Miguel, o Sindirod e a Secretaria de Transportes para saber a posição destes em busca da solução do impasse, mas não obteve resposta.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta