CPTM, EMTU e Metrô de São Paulo divulgam esquema de operação para domingo (29)

CPTM vai reduzir intervalo de trens. Foto: Divulgação.

Segundo a STM, equipes vão fazer monitoramento para possíveis ajustes ao longo do dia

JESSICA MARQUES

A STM (Secretaria dos Transportes Metropolitanos) divulgou o esquema de operação para o transporte público da Grande São Paulo para o deslocamento dos eleitores no domingo, 29 de novembro de 2020.

Segundo a Pasta, as equipes estarão atentas no monitoramento para fazer possíveis ajustes ao longo do dia. Confira abaixo a operação da CPTM, EMTU e Metrô de São Paulo:

CPTM

Assim como no primeiro turno, todas as linhas da CPTM, com exceção da 13-Jade, vão funcionar com intervalo de 15 minutos entre os trens, menor do que o habitual aos domingos. Nos finais de semana os trens operam com intervalo maior para realização de obras de modernização. A mudança na operação foi feita para ajudar o eleitor.

EMTU

Na EMTU/SP, que gerencia ônibus intermunicipais, será mantida a tabela e a frota que opera aos domingos. Os agentes estarão atentos na circulação dos ônibus e movimentação de passageiros. Se for necessário, a empresa poderá aumentar o número de viagens em alguma linha específica. Confira horários e itinerários no site https://www.emtu.sp.gov.br

Metrô de São Paulo

As linhas de metrô vão trabalhar com frota e intervalos normais para os domingos. A operação será monitorada ininterruptamente e as equipes estão preparadas para disponibilizar mais trens, dependendo da demanda, nas linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 15-Prata, gerenciadas pelo Metrô. Assim como nas Linhas 4-Amarela e 5-Lilás, operadas pela ViaQuatro e ViaMobilidade, respectivamente. Também haverá reforço no quadro de agentes de estação e de segurança para auxiliar o embarque e desembarque de idosos e pessoas com deficiência (PCD).

Secretaria dos Transportes Metropolitanos

A STM cuida diariamente (em tempos normais) do transporte de cerca de 10 milhões de passageiros que usam os ônibus gerenciados pela EMTU, além dos trens do Metrô, da CPTM e das linhas 4-Amarela e 5-Lilás, concedidas à iniciativa privada. A Estrada de Ferro Campos do Jordão, no interior do Estado, também é responsabilidade da STM, assim como o Parque Capivari, igualmente em Campos do Jordão e concedido à iniciativa privada.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta