Confira os planos para a mobilidade de Arthur Henrique e Ottaci para a cidade de Boa Vista (RR)

Foto: Divulgação

Arthur destaca o cuidado com as calçadas e ciclovias, além de prometer continuar ampliando a frota de transporte público, entre outros pontos. Já Ottaci enfatiza o sistema informatizado do transporte público, além de prometer regulamentar o serviço de transporte por aplicativos

ALEXANDRE PELEGI

Boa Vista, capital de Roraima, terá uma eleição em segundo turno pela primeira vez, após a cidade ter ultrapassado, já em 2016, a marca de 200 mil eleitores. Disputam o voto dos eleitores locais os candidatos Arthur Henrique e Ottaci, concorrendo à sucessão da atual prefeita Teresa Surita.

Defendendo a continuidade administrativa da atual gestão municipal de Boa Vista, o candidato Arthur Henrique defende seguir com investimentos prioritários em mobilidade urbana. Dentre os pontos alinhavados numa proposta enxuta, Arthur destaca o cuidado com as calçadas e ciclovias, além de prometer continuar ampliando a frota de transporte público. Outro ponto defendido pelo candidato governista é o apoio às reivindicações dos taxistas.

No caso da EMHUR – Empresa de Desenvolvimento Urbano e Habitacional, o candidato defende a continuidade do Plano de Mobilidade Urbana, e o sistema de monitoramento da frota de transporte público.

Já o candidato Ottaci promete implementar o Plano de Mobilidade Urbana. Ele propõe também implantar um sistema informatizado do transporte público urbano e regulamentar o serviço de transporte por aplicativos. Sua proposta tem foco mais forte no trânsito municipal, além de prometer ampliar e revitalizar a malha cicloviária da capital.

Outro destaque é quanto à acessibilidade. Ottaci promete executar manutenção frequente das plataformas instaladas nos ônibus que atendem pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida.

Confira as propostas de cada um registradas no TSE – Tribunal Superior Eleitoral

ARTHUR HENRIQUE:


OTTACI:


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta