Caio exporta 132 ônibus para a Angola com soluções contra Covid-19

Modelo dos veículos é Caio Apache VIP IV, com chassi Volksbus 17.210 OD. Foto: Divulgação.

Veículos foram adquiridos pelo Grupo Asperbras e vão integrar o TURP (Projeto de Transporte Urbano Regular de Passageiros)

JESSICA MARQUES

O Grupo Asperbras adquiriu 132 ônibus de modelo Caio Apache Vip com chassi Volksbus 17.210 OD e proteção contra Covid-19. Os veículos fazem do TURP (Projeto de Transporte Urbano Regular de Passageiros) de Angola, na África.  Segundo a fabricante, todos os ônibus contam com barreira de proteção para motoristas e cobradores.

“A Caio, fabricante de ônibus, assumiu o compromisso com o mercado de mobilidade e criou um conjunto de soluções rápidas, de fácil aplicabilidade e de custo acessível em prol da segurança biológica do modal, denominadas Caio Protect. O kit de proteção para isolamento de motoristas e cobradores, com componentes em vidro, é uma das soluções do Caio Protect aplicada nos Apache VIP produzidos para o cliente”, detalhou a fabricante, em nota.

Os veículos adquiridos partem de Botucatu, onde está localizada a unidade fabril da Caio, no interior de São Paulo, rumo à Angola. O primeiro lote dos veículos será embarcado já no início de novembro.

Todas as unidades possuem 10,50 metros de comprimento, embarque dianteiro e lotação total para 65 pessoas. Os ônibus, segundo a Caio, contam com poltronas reservadas a pessoas com mobilidade reduzida, PcD e idosos, além de um degrau escamoteável, que facilita o acesso ao ônibus.

Os veículos são equipados também com itens que proporcionam mais comodidade e conforto a todos, como poltronas injetadas para os passageiros, facilitando a limpeza, e assento hidráulico com encosto de cabeça e deslocamento lateral para o motorista.

Além disso, são equipados com portas tipo fole, com acionamento eletropneumático e bloqueadores, os quais evitam abertura inesperada durante o trajeto.

Os ônibus possuem ar-condicionado AC332-135 da Eberspaecher, itinerários eletrônicos, iluminação em LED, catraca eletromecânica, preparação para sistema de bilhetagem eletrônica e layout de assento específico, definido pelo cliente em conjunto com a Caio.

TURP

A Asperbras Veículos comemorou em outubro de 2020 um ano de operações em Angola, em parceria com o governo local e especialistas em tecnologia.

O TURP, que entrou em operação no ano passado, teve como objetivo auxiliar a expandir e modernizar o Sistema de Transporte Público na capital da província de Huíla, em Lubango.

“Desde outubro de 2019, a população da região tem à disposição transporte público acessível e de qualidade, com linhas de ônibus que permitem o acesso aos principais centros comerciais, administrativos e residenciais da cidade. Grande parte da população dependia anteriormente de candongas (vans) e mototáxis para se locomover”, informou a Asperbras, em nota.

Em um ano, a empresa contabiliza mais de 30 mil viagens, com cerca de 1 milhão de passageiros transportados, mais de 500 mil quilômetros rodados e 100 milhões de kwanzas arrecadados (R$ 881,8mil).

Durante os 12 meses de operação contínua, a Asperbras informou que supervisionou o processo de evolução do projeto, e com a ajuda de técnicos realizou o monitoramento operacional, oferecendo treinamento e suporte aos operadores dos veículos e aos municípios que fazem parte do projeto.

Na primeira etapa do projeto, a empresa enviou à Angola 700 ônibus. Um lote com 130 veículos chegou em julho deste ano, com proteção contra a Covid-19. Neste caso, foram veículos Volksbus 17.210 com carroceria Marcopolo Torino e barreiras de proteção BioSafe para motorista e cobrador.

Todos os veículos possuem ITS Transdata, usando validadores multifuncionais da família V6.

Relembre:

VWCO exporta 130 ônibus para Angola, com barreiras de proteção Marcopolo BioSafe

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta