Trensurb abre licitação para obras de modernização e acessibilidade em estações

Objetivo é recuperar 12 estações da Linha 1 do metrô. Foto: Divulgação / ANPTrilhos.

Investimento previsto é de R$ 7,8 milhões

WILLIAN MOREIRA

A Trensurb, empresa responsável pela operação dos trens na região metropolitana de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, lançou três editais de licitação para a execução de obras em estações do sistema.

Os documentos preveem que intervenções sejam realizadas em 12 estações da Linha 1 do metrô, para modernizar e recuperar além de adaptá-las às normas de acessibilidade.

Outro edital prevê a recuperação de passarelas e terminais de integração de cinco estações. O investimento total previsto é de até R$ 7,8 milhões.

De acordo com a Trensurb, a verba é proveniente de crédito suplementar do governo federal. A licitação será dividida em três lotes.

As propostas do primeiro serão abertas em 09 de novembro de 2020, contemplando as estações Unisinos e São Leopoldo. Estas vão ganhar sanitários adaptados para pessoas com deficiência, instalação de piso tátil, adequação de corrimãos às normas de acessibilidade e plano de prevenção contra incêndio, instalação de portas automáticas de acesso e instalação de elevador (na Estação Unisinos), com valor estimado em R$ 1,4 milhão. O prazo de conclusão das obras é de cinco meses.

O segundo lote, que terá a abertura dos envelopes em 10 de novembro, é valido para as estações São Luís, Petrobras, Luiz Pasteur e Sapucaia.

Neste caso, a previsão é de receberem recuperação da pinturas, reforma de sanitários, instalação de portas automáticas de acesso, adequação de corrimãos às normas de acessibilidade e PPCI, instalação de piso podotátil, ajustes na comunicação visual e instalação de elevadores. O valor será de R$ 2,4 milhões e sete meses de tempo para a execução da obra.

Já o terceiro lote terá as propostas abertas em 16 de novembro e é válido para intervenções nas estações Mercado, São Pedro, Aeroporto, Anchieta, Niterói e Fátima. Elas ganham além das melhorias do lote acima citado e o valor para a obra é de R$ 2,5 milhões e o tempo de oito meses contados a partir do inicio dos trabalhos.

Outro edital adicional trata da reforma de passarelas e terminais de integração das estações Niterói, Fátima, Mathias Velho, Esteio e Sapucaia. Dentre as melhorias estão a recuperação de coberturas, iluminação, estruturas metálicas e em concreto com valor estimado de R$ 1,5 milhão e tempo de 90 dias dos trabalhos.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta