Ministério Público do DF investiga ação de beneficiários em fraude do Bilhete Único

Publicado em: 10 de outubro de 2020

Ônibus que opera no transporte coletivo do Distrito Federal. Foto: Ygor Busólogo/Ônibus Brasil

Semob foi notificada para prestar esclarecimentos se tinha conhecimento do uso indevido pelos titulares do beneficio

WILLIAN MOREIRA

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) está investigando um esquema de fraudes no benefício do Bilhete Único no transporte público do DF.

Em uma nova etapa dos trabalhos investigativos, a Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob) foi notificada para passar mais informações sobre pessoas que têm feito o uso do cartão e podem estar compondo a organização criminosa.

Outro ponto questionado pelo MP é sobre a vulnerabilidade na emissão destes cartões, o que pode contribuir para uma maior atuação dos fraudadores.

No começo deste ano a Polícia Civil efetuou a prisão de quatro pessoas que estavam comercializando passagens que eram de seus cartões do Passe Livre, recebendo dinheiro indevido.

Ainda de acordo com a Polícia, os titulares sabiam que seus respectivos cartões eram utilizados de maneira incorreta, com alguns deles recebendo remuneração.

O Diário do Transporte entrou em contato com o Ministério Público para saber o motivo da notificação à Semob. O MP disse que a investigação se trata de uso ilegal dos cartões no transporte público, que verifica se há responsabilidade dos titulares dos benefícios no uso indevido. Por esse motivo, oficiou a secretaria para maiores informações.

Veja a nota na íntegra:

“O MPDFT investiga o uso ilegal de cartões do transporte público do Distrito Federal. O objetivo é verificar se há responsabilidade dos titulares do benefício no uso indevido dos cartões. Para isso, oficiou a Secretaria de Transporte e Mobilidade e aguarda as respostas.”

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta