Feira de Santana (BA) compra mais de R$ 900 mil em créditos de passagem para beneficiários de programas sociais

Publicado em: 26 de setembro de 2020

Foto: Divulgação.

Prazo do contrato é por 45 meses, e dá continuidade a contrato anterior assinado em maio de 2017, também por 45 meses

ALEXANDRE PELEGI/WILLIAN MOREIRA

Enquanto o Senado Federal engaveta a votação do auxílio emergencial ao transporte coletivo no país, no valor de R$ 4 bilhões, a cidade de Feira de Santana, na Bahia, segue realizando um projeto social que utiliza do mesmo princípio da propositura: a compra antecipada de créditos de transporte, destinada ao uso de pessoas em situação de vulnerabilidade social. Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2020/08/27/senado-confirma-analise-de-proposta-de-r-4-bilhoes-aos-transportes-contratos-deverao-ser-revistos-ate-2021/

A Prefeitura da cidade baiana publicou no Diário Oficial deste sábado, 26 de setembro de 2020, Aviso de Inexigibilidade de Licitação para aquisição de créditos para tarifa no transporte da cidade no valor de R$ 972.798,12.

Os créditos são destinados para atendimento das pessoas assistidas no município pelos programas sociais estaduais e federais, pelo período de 45 meses.

Esta compra de créditos de transporte se dá próxima ao término da compra anterior, realizada em maio de 2017, no valor à época de R$ 597.600,00 e também por 45 meses.

Os créditos são comprados diretamente da Associação das Empresas de Transporte Coletivo de Feira de Santana, e são administrados pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SODESO), órgão responsável na cidade para atendimento aos programas de atendimento às pessoas mais vulneráveis.

Integrante da SODESO, o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) apoia ações comunitárias, como falta de acessibilidade e falta de transporte, entre outros.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes e Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta