Transporte coletivo de Blumenau (SC) terá horário ampliado aos sábados

Publicado em: 25 de setembro de 2020

Mudança entra em vigor nesta semana. Foto: Divulgação / Prefeitura de Blumenau.

Ao todo, serão ofertadas 733 viagens, que representam um aumento de 318 em uma semana

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Blumenau, em Santa Catarina, informou que o transporte coletivo terá ampliação de frota aos sábados. A mudança entra em vigor nesta semana, a partir de 26 de setembro de 2020.

Desta forma, a operação aos sábados iniciará às 3h45 até as 13h30. Com isso, a partir deste sábado, serão ofertadas no total 733 viagens, 318 a mais que no último sábado, dia 19, resultando em um aumento de 76,6% no sistema.

Segundo a administração municipal, “os serviços seguirão com escala especial em função do combate ao coronavírus, mas serão oferecidos novos horários de funcionamento, principalmente para atender a população e trabalhadores que necessitam de locomoção na madrugada e manhã”.

A ampliação da escala de atendimento foi uma determinação da Prefeitura de Blumenau para a empresa concessionária do transporte coletivo no município, a BluMob.

“Os períodos foram definidos com base na demanda e horários com maior circulação de pessoas, escalas de trabalho das empresas e avaliação do Seterb. O objetivo é ampliar o atendimento responsável e gradativo, de forma constante à medida que as atividades também são retomadas em outros segmentos”, explicou a Prefeitura.

DOMINGOS E FERIADOS

Aos domingos e feriados, a operação segue suspensa, funcionando apenas linhas exclusivas para profissionais de saúde. Os horários e linhas das janelas de atendimento estão disponíveis para consulta neste link.

“As linhas existentes para este público aos sábados serão mantidas, com exceção das que fazem a saída nos bairros às 5h40 e as com saída do Hospital Santo Antônio às 7h20, pois agora estão inseridas nas janelas disponibilizadas ao público geral”, detalhou a Prefeitura.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta