Sebrae divulga protocolo para retomada do transporte escolar

Publicado em: 20 de setembro de 2020

Em meio à pandemia de Covid-19, as aulas foram suspensas e transportadores foram afetados. Foto: Divulgação / Caio.

Objetivo é listar principais cuidados que devem ser tomados para manter a segurança dos funcionários e estudantes

JESSICA MARQUES

O Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) divulgou um protocolo para a retomada do transporte escolar. Em meio à pandemia de Covid-19, as aulas foram suspensas em diversos estados brasileiros, mas os governos aos poucos já começam a se preparar para a flexibilização destas atividades.

Desta forma, o Sebrae preparou um protocolo com sugestões e orientações para a retomada desse serviço. O objetivo é listar os principais cuidados que devem ser tomados para manter a segurança dos funcionários e estudantes.

“Todo o conteúdo do Protocolo foi produzido a partir de normas técnicas de instituições nacionais e internacionais, tais como Organização Mundial da Saúde (OMS), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Associação Nacional de Empresas de Transportes Urbanos (NTU), Ministério da Economia, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e de informações e sugestões de parceiros institucionais, como a Confederação Nacional de Transporte (CNT) e Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest e Senat)”, informou o Sebrae, em nota.

PRINCIPAIS DICAS

Em nota, o Sebrae divulgou as principais dicas que constam neste material. Confira:

Para o transporte:

*Siga sempre as informações oficiais. É possível que seja revista a lotação/quantidade de pessoas/estudantes por veículo (van/ônibus escolar), sendo provável que sejam readequadas as distâncias mínimas entre clientes/passageiros.

*Forneça álcool em gel para os passageiros ao entrar e ao sair do veículo e cobre o uso de máscaras por todos.

*Verifique a possibilidade de aferir/controlar a temperatura dos passageiros antes do embarque.

*A limpeza geral com desinfecção do veículo deve ser feita antes e depois de cada turno, pela manhã, tarde e noite.

*Dê preferência por usar as janelas abertas, com ventilação natural.

Para os colaboradores:

*Disponha de álcool em gel 70% dentro do veículo para uso de todos.

*Peça que seus colaboradores coloquem uniforme somente quando chegarem ao local de trabalho.

*Ofereça luvas e demais equipamentos EPI para que eles realizem a limpeza e desinfecção do veículo.

*Verifique a possibilidade de instalar uma barreira de vidro ou acrílico entre o motorista e os passageiros.

*Oriente seus colaboradores para que mantenham um distanciamento seguro de aproximadamente 1,5 metro entre as pessoas.

*Providencie borrifadores com álcool em gel 70 % para serem usados nas solas dos calçados de quem entra no veículo.

Para os clientes:

*Restabeleça a confiança com o cliente para que ele entenda que sua empresa é capaz de transportar com segurança.

*O fator de decisão emocional será capaz de direcionar o cliente a escolher retornar ao mesmo prestador de serviços de antes da epidemia, ou migrar para empreendedores que além de realizar os procedimentos possuem consistência nas medidas de segurança.

*Na hora do pagamento, dê preferência às transferências bancárias. Caso use a maquininha de cartão, ela deve ser envolvida em papel filme e higienizada antes e depois da operação.

*Use suas redes sociais para mostrar aos clientes como se preparou para enfrentar a pandemia.

Clique aqui para conferir o material na íntegra

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta