Cabines de higienização serão retiradas de estações da CPTM e do Metrô de São Paulo

Publicado em: 15 de setembro de 2020

Box da Neobrax na estação Luz da Linha 1-Azul do Metrô, já desativada. Foto: Diário do Transporte.

Boa parte das estruturas já estão isoladas sem uso

WILLIAN MOREIRA / JESSICA MARQUES

As cabines de higienização serão serão retiradas das estações da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e do Metrô de São Paulo. Os equipamentos foram instalados em maio deste ano pela empresa Neobrax.

A instalação das cabines foi realizada com o objetivo de combater a pandemia de Covid-19. De acordo com o Governo do Estado, cada box pulverizava na pessoa um produto higienizante que mata vírus, bactérias e fungos, criando uma “proteção” ao usuário por um certo período, tempo em que ele estaria no transporte.

Relembre: Coronavírus: São Paulo terá cabines de higienização em 25 estações da CPTM e do Metrô

Contudo, desde a semana passada, boa parte dos equipamentos já estavam sem uso, isolados com faixas listradas e até com comunicados de término de contrato.

A STM (Secretaria dos Transportes Metropolitanos) informou ao Diário do Transporte que a implantação destes dispositivos foi realizada por meio de um chamamento público, no qual a Neobrax se dispôs a prestar o serviço por um certo período. Agora, os equipamentos devem ser removidos, uma vez que houve o encerramento do contrato.

Ainda de acordo com a STM, não há previsão de retomada do uso destas cabines, seja com a empresa atual ou outra, pelo menos no atual momento.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte
Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta