CPTM altera embarque na estação Francisco Morato da Linha 7-Rubi

Publicado em: 14 de setembro de 2020

Placas de sinalização estão sendo adesivadas. Foto: Reprodução / Redes sociais.

Mudança é realizada duas semanas após inauguração

WILLIAN MOREIRA

Matéria publicada originalmente no domingo, 13 de setembro de 2020, às 13h51

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) alterou o embarque nas plataformas da Estação Francisco Morato da Linha 7-Rubi. A comunicação visual foi modificada neste fim de semana.

Assim, a partir desta segunda-feira, 14 de setembro de 2020, os trens com destino a Jundiaí vão passar pela plataforma 1. Por sua vez, as composições com destino ao Brás vão atender aos passageiros na plataforma 2.

Desde a inauguração da estação, o atendimento nas plataformas estava sendo feito de forma inversa, com destino ao Brás na plataforma 1 e Jundiaí na 2. Ao Diário do Transporte, a CPTM confirmou as mudanças e informou que são “alterações temporárias para ajustes de sistema”.

O início do funcionamento da estação foi em 1º de setembro. A estrutura possui 6 mil metros quadrados, acessibilidade com rampas, escadas rolantes e elevadores, além de um “túnel” por baixo dos trilhos onde os passageiros circulam para acessar as áreas de embarque aos trens.

Relembre: CPTM entrega Estação Francisco Morato com tour virtual

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Fabiana Bragança dos Santos disse:

    Essas alterações sempre ocorreram, os usuários precisam ficar “pulando de plataforma” conforme a CPTM estabelece, nunca visando o melhor para o usuário e sim para o que é bom para a empresa, sistema e seja lá o que for.
    Devido a “sistema” os usuários ficaram na plataforma esperando o trem, e somente após o 3° que pudemos embarcar sentido Jundiaí.
    Outro descaso é o último trem de Jundiaí para Francisco Morato ser as 23:30hs, quem trabalha em farmácia, mercado, hospital e outras empresas que funcionam até as 23:00, não dá tempo de pegar o último trem.
    Falando ainda de transporte, em Jundiaí o transporte público, também é precário, principalmente após pandemia, os ônibus estão circulando até às 22hs. Os funcionários não conseguem ir pra casa, precisa pegar uber, porque não tem mais ônibus. Os intervalos dos mesmo são longos e poucos ônibus disponíveis também.
    A pergunta é será que estas empresas estão visando o trabalhador, os usuários? Então porque não facilita a operação? Hoje toda a tecnologia é para facilitar nossa vida corrida, não acontece o mesmo com o transporte em determinadas regiões.
    Caso queiram certificar, façam um levantamento e pergunte a população das regiões aqui viradas como é a experiência com o transporte no dia a dia.
    Espero que tenhamos uma melhoria na questão abordada.
    Att.

  2. Maria da Conceição Pereira de Souza disse:

    Gostaria de saber da cptm se o povo que mora em morato nunca terao direito de irem sentados ate o Brás? Pq a estação foi entregue mas o pessoal continua vindo sentados de franco e quem mora em morato so se ferra e tem que ir de pé
    Quando vai ser obrigatorio formar trem em morato?

  3. Ricardo disse:

    Eles não estão preocupados com o povo usuários dos trens, só com o dinheiro que roubam o ano inteiro de todos que dependem deste transporte. Levou tanto tempo para ter uma estação decente,mas a prestação de serviço é da época dos bondes,pq os engravatados da CPTM não fazem uso de nada disso e muito menos seus familiares.
    Estamos em ano eleitoral os picaretas tinham que chamar atenção para continuar roubando os cofres públicos. Vamos ver como ficará logo mais no período de chuvas intensas na avenida ao lado de baixo da estação não teremos enchentes… dúvido vamos ver né…?

Deixe uma resposta