Volvo e Mascarello entregam ônibus para empresas de turismo e fretamento do Uruguai

Publicado em: 4 de setembro de 2020

Ambos têm carroceria Mascarello Novo Roma R6. Foto: Divulgação.

Crimago Bus e Tur-Este adquiriram um veículo cada

JESSICA MARQUES

A Volvo e a Mascarello entregaram ônibus para empresas de turismo e fretamento do Uruguai. As companhias Crimago Bus e Tur-Este adquiriram um veículo cada.

De acordo com informação das fabricantes, a operação está prevista para ter início nas próximas semanas com os novos ônibus. Ambos já estão nas garagens.

Ambos veículos têm carroceria Mascarello Novo Roma R6. Os chassis são dos modelos Volvo B380R 4×2, com 13,20 metros de extensão (adquirido pela Tur-Este) e B430R 6×2, com 14 metros de extensão (adquirido pela Crimago).

Em nota, a Volvo ponderou que, embora o mercado de exportações de ônibus ainda sinta os efeitos da retração econômica, por conta da pandemia Covid-19, em alguns países já há sinais de retomada, como é o caso do Uruguai.

“Tanto Volvo quanto Mascarello comemoram as vendas pela representatividade do momento. O mercado de exportação de ônibus freou investimentos em virtude da pandemia da covid-19 e suas implicações. Embora o cenário ainda seja severo em toda a América Latina, novas consultas têm sido feitas, indicando a retomada gradativa da demanda em alguns países da região”, detalharam as empresas, em nota.

OPERAÇÃO

De acordo com a Volvo, a Crimago atua tanto em linhas de transporte urbano quanto rodoviário, com frota de cinco veículos, de menor porte. Assim, o novo B430R 6×2 permite à empresa ingressar em uma nova categoria de atendimento de clientes.

Por sua vez, a Tur-Este, criada em 1947, possui 35 veículos em sua frota. A empresa opera igualmente no fretamento regular de transporte de funcionários para grandes companhias uruguaias, quanto no turismo internacional.

Também de acordo com a Volvo, um contrato recente de fretamento dentro de uma grande fabricante de celulose no Uruguai motivou a ampliação da frota.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta