Litoral Paulista terá fiscalização de medidas sanitárias no feriado

Publicado em: 3 de setembro de 2020

Governo do Estado de São Paulo garantiu que enviará reforço policial à Baixada Santista

JESSICA MARQUES

O Litoral Paulista terá fiscalização de medidas sanitárias no Dia da Independência, feriado desta segunda-feira, 07 de setembro de 2020. O Governo do Estado de São Paulo garantiu que enviará reforço policial à Baixada Santista.

A garantia do reforço policial foi feita ao presidente do Condesb (Conselho Metropolitano da Baixada Santista) e prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, na noite desta quarta-feira, 02.

“A Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-SP) confirmou o reforço da Rocam para apoiar a fiscalização das guardas civis municipais, principalmente, na orla da praia das cidades da região”, informou o Condesb, em nota

A pasta estadual também garantiu o envio à Baixada Santista de policiais por meio da Dejem (Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial Militar).

Conforme já noticiado pelo Diário do Transporte, o governador João Doria havia prometido mandar efetivo máximo de policiais militares ao Litoral Paulista e Interior no feriado. Além disso, serão realizadas blitze em rodovias que dão acesso ao litoral.

Relembre: Gestão Doria promete mandar efetivo máximo de PMs para o Litoral e Interior contra aglomerações no Feriado de 7 de Setembro

SANTOS

Por sua vez, a Prefeitura de Santos informou que, neste final de semana prolongado, a GCM (Guarda Civil Municipal) vai contar com apoio do efetivo da Polícia Militar para fazer a fiscalização das medidas sanitárias vigentes, principalmente, na orla da praia de Santos.

Confira as medidas que serão tomadas na cidade, segundo a Prefeitura, na íntegra:

Como nos demais finais de semana e feriados, a GCM vai intensificar o seu efetivo ao longo da faixa de areia e calçadão visando o cumprimento das medidas sanitárias em vigor, entre elas evitar a aglomeração de pessoas e garantir o uso de máscara obrigatório (previsto também em legislação estadual).

Em Santos, desde 1º de maio, a falta de máscara se caracteriza como infração passível de multa no valor de R$ 100,00. A GCM orienta os munícipes e turistas sobre a obrigatoriedade do item em todas as regiões da Cidade. As multas são aplicadas somente quando a pessoa não porta a máscara e/ou se recusa a usá-la. Os valores arrecadados com as multas são revertidos para a compra de máscaras para a população em vulnerabilidade social.

Desde o dia 22 de junho, foi liberada a prática de atividades físicas e esportivas individuais na faixa de areia e calçadão da praia de Santos, com a finalidade de promoção de saúde. No dia 6 de julho, foi eliminada a restrição de horários para tais medidas.

Na última semana, também de acordo com o Plano SP, a Prefeitura liberou o retorno dos ambulantes na orla da praia, mediante o cumprimento das regras em vigor.

A força-tarefa formada por equipes da GCM, Vigilância Sanitária e Secretaria de Finanças também fiscaliza as atividades comerciais ao longo da orla. Nos finais de semana e feriados, essa operação é intensificada, principalmente, na orla da praia. A população pode denunciar irregularidades pelo telefone 153.

A hospedagem de turistas na rede hoteleira da Cidades está liberada, mas também com regras sanitárias, entre elas o limite de ocupação até 60% da capacidade.

A Prefeitura também realiza, permanentemente, campanhas educativas para conscientizar a população sobre a necessidade de todos manterem o isolamento e distanciamento social para que as medidas adotadas pelo Município para o enfrentamento à pandemia sejam bem-sucedidas.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta