Moradores de Paranapiacaba flagram aglomeração de turistas sem máscara na vila

Publicado em: 2 de setembro de 2020

Vila recebeu cerca de 1.500 pessoas no sábado e 2.500 no domingo. Foto: Reprodução / Redes sociais.

Para feriado de 7 de setembro, Prefeitura de Santo André já solicitou apoio da Guarda Civil Municipal, Departamento de Engenharia de Tráfego e Craisa

JESSICA MARQUES

Os moradores da Vila de Paranapiacaba, em Santo André, no ABC Paulista, flagraram aglomeração de turistas sem máscara na região neste fim de semana.

Imagens enviadas ao Diário do Transporte mostram turistas desrespeitando o distanciamento social e a determinação do uso de máscaras. Em todo o estado de São Paulo, quem estiver sem máscara em locais públicos está sujeito a uma multa no valor de R$ 524,59.

Relembre: Governo esclarece dúvidas sobre uso obrigatório de máscaras em São Paulo e multas

Confira as imagens:

A histórica vila ferroviária de Paranapiacaba foi reaberta para visitação em 20 de julho de 2020. Na ocasião,  foram estipuladas algumas regras para prevenção da Covid-19.

Relembre: Vila de Paranapiacaba, em Santo André, será reaberta para visitação a partir de segunda, 20

PASSARELA

Além disso, os moradores relataram ao Diário do Transporte que os turistas foram vistos sem restrição na passarela, mais conhecida como Ponte.

O questionamento feito é que a Prefeitura havia interditado o local para a passagem de motos por fragilidade da estrutura, que não poderia suportar muito peso.

Além disso, em caso de eventos na Vila, a Prefeitura havia informado que será feito o controle de fluxo de pessoas no local.

Relembre: Com estrutura frágil, passarela de Paranapiacaba é interditada parcialmente com barreiras fixas de forma emergencial

No último fim de semana, porém, os turistas não passaram por nenhum controle de fluxo no local. A vila recebeu cerca de 1.500 pessoas no sábado e 2.500 no domingo.

Para o feriado de 7 de setembro, Prefeitura de Santo André informou que já solicitou apoio da Guarda Civil Municipal, Departamento de Engenharia de Tráfego e Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André).

OUTRO LADO

Sobre as medidas de combate ao novo coronavírus, a Prefeitura de Santo André informou que está tomando diversas medidas para orientação dos turistas.

Confira a nota, na íntegra:

A Vila de Paranapiacaba, desde sua reabertura em 20 de julho, tem o acesso para visitantes controlado. Para chegar à parte baixa, área de maior interesse dos turistas, o visitante precisa entrar pela parte alta. A estrada de terra que chega diretamente na parte baixa está bloqueada para facilitar o controle de fluxo no local.

Logo no ponto de acesso à parte baixa existe um Pit Stop para aferição da temperatura e onde os visitantes recebem orientação quanto ao uso de máscara e demais protocolos de higiene. Para quem for visitar a Vila é obrigatório o uso de máscaras de proteção facial, distanciamento mínimo de 1,5 metro, respeito à sinalização no piso em caso de necessidade de filas e é vedada a realização de eventos que possam gerar aglomeração.

No decorrer do dia, funcionários da Prefeitura realizam ações de conscientização sobre o uso de máscara em pontos estratégicos e com uma abordagem de conscientização sobre a importância de cumprir os protocolos. Os comerciantes devem seguir as determinações da Prefeitura e do Governo do Estado para o combate à pandemia e garantir uma redução da capacidade de atendimento para 40% do usual, bem como medição de temperatura e tapete de higienização.

Além disso, existem oito totens de álcool em gel distribuídos em pontos estratégicos da Vila e cartazes pedindo o uso de máscara. Os locais de visitação pública, como os museus, permanecem fechados. As trilhas foram reabertas com capacidade também de 40%, ou seja, cada monitor podem atender grupos de até oito pessoas, em vez de 25.

A Secretaria de Meio Ambiente, responsável pela gestão de Paranapiacaba, estima que passaram pela Vila cerca de 1.500 pessoas no sábado e 2.500 pessoas no domingo. Não foi registrado público expressivo na sexta-feira. Para o feriado prolongado de 7 de setembro, devido ao grande número de visitantes registrado no último final de semana, os funcionários da Prefeitura serão orientados para tomar providências caso ocorra excesso de pessoas sobre a passarela que liga a parte alta à parte baixa. Além disso, teremos apoio da Guarda Civil Municipal, Departamento de Engenharia de Tráfego e Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André).

Neste momento a passarela está interditada exclusivamente para os motociclistas. A Prefeitura de Santo André interditou a passagem de motos sobre a passarela após ter sido detectado, em vistoria feita pela MRS Logística, que o uso indevido do equipamento centenário, deteriorado pela ação do clima e das várias décadas de utilização, representa risco para os usuários. É importante ressaltar que o tráfego de veículos em passarelas é proibido, conforme artigo 193 do Código de Trânsito Brasileiro.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta