Abralimp publica protocolos de limpeza para meios de transportes

Publicado em: 2 de setembro de 2020

Objetivo é colaborar na diminuição do risco de disseminação do novo coronavírus. Foto: Divulgação.

Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional indica procedimentos adequados para garantir proteção dos passageiros

JESSICA MARQUES

A Abralimp (Associação Brasileira do Mercado de Limpeza Profissional) publicou uma série de protocolos de limpeza para meios de transportes. Os procedimentos são para ônibus, trem, metrô, táxi e carros por aplicativo, como Uber e 99.

O objetivo da associação é levar ao setor informações fundamentais a respeito de procedimentos de limpeza, equipamentos e produtos químicos indicados. Assim, a associação visa colaborar na diminuição do risco de disseminação do novo coronavírus.

“Como se trata de um vírus novo, ainda sem estudos comprovados que atestem seu comportamento, o conteúdo tem como finalidade apresentar medidas imediatas de prevenção e controle de transmissão. As orientações estão alinhadas com as diretrizes do Ministério da Saúde, da OMS (Organização Mundial da Saúde), Anvisa (Associação Nacional de Vigilância Sanitária) e dos demais órgãos de saúde”, esclareceu a associação, em nota.

Além disso, a Abralimp destaca que “no caso dos meios de transportes, devido à grande circulação de pessoas, é necessária especial atenção aos pontos de alto contato, para garantir a segurança dos passageiros e colaboradores”.

Confira abaixo as principais recomendações:

De acordo com o Manual da Abralimp, a limpeza deve seguir uma sequência padrão para manutenção do ambiente higienizado, empregando técnicas corretas, produtos e equipamentos adequados.

A principal orientação é aumentar a frequência do processo de higienização de superfícies, com máxima atenção às áreas onde ocorrem maior contato das pessoas, tais como:

• Maçanetas internas e externas;

• Barras de apoio;

• Balaústres corrugados;

• Puxadores das janelas;

• Botões de parada;

• Barras de apoio dos bancos;

• Alças de segurança;

• Encostos e assentos dos bancos;

• Barras de catraca;

• Validadores;

• Barreiras de proteção dos motoristas;

• Puxadores dos bagageiros;

• Braços dos bancos;

• Controle dos vidros;

• Fivelas do cinto de segurança;

• Volante;

• Manopla do câmbio;

• Botões do painel;

• Maçanetas dos guarda-volumes;

• Portas;

• Máquinas de vendas de passagem;

• Torneiras;

• Válvulas de descarga;

Considerações para execução dos procedimentos:

É de suma importância a utilização dos EPI´s, para garantir a proteção do colaborador.

A limpeza e a desinfecção devem acontecer em um único sentido, nunca em movimentos circulares ou de vai e vem para evitar espalhar a contaminação sobre a superfície.

Inicie a limpeza da área menos suja para a mais suja.

Iniciar o processo de limpeza e desinfecção sempre de cima para baixo.

Nunca misturar produtos químicos.

Confira o material, na íntegra:

Confira neste link materiais divulgados pela Abralimp para outros setores, como hospedagem, comércio e áreas administrativas.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta