Rodoviários suspendem greve de ônibus prevista para esta quarta na Grande Vitória (ES)

Publicado em: 1 de setembro de 2020

Viação Metropolitana opera no Transcol. Foto: Divulgação.

Funcionários da Viação Metropolitana receberam salários atrasados

JESSICA MARQUES

Os rodoviários suspenderam a greve de ônibus prevista para esta quarta-feira, 02 de setembro de 2020, na Grande Vitória, no Espírito Santo. O Sindirodoviários (Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Espírito Santo) havia anunciado a paralisação por meio das redes sociais.

Relembre: Rodoviários do Espírito Santo sinalizam greve na Grande Vitória para quarta-feira

A greve seria realizada por atraso nos pagamentos dos trabalhadores. Entretanto, a paralisação foi suspensa porque os funcionários da Viação Metropolitana receberam os salários atrasados.

Em entrevista à mídia loca, o diretor do sindicato, Miguel Leite, informou que a categoria decidiu cancelar a paralisação neste terça. Isso porque parte dos motoristas recebeu o salário no sábado, 29, e os demais foram pagos nesta segunda, 31.

A paralisação afetaria 166 itinerários de ônibus nos municípios de Vitória, Vila Velha e Serra.

Como mostrou o Diário do Transporte, os rodoviários deflagraram uma greve na Grande Vitória em 20 de agosto, quinta-feira passada. Na ocasião, rodoviários da Viação Metropolitana e da Tabuazeiro interromperam as atividades.

Os motoristas da Tabuazeiro voltaram às atividades depois de três dias de greve, restando apenas a Metropolitana paralisada. O movimento dos trabalhadores da Metropolitana foi encerrado no dia 26 de agosto.

Relembre: Greve de ônibus na Grande Vitória é encerrada

NOVA GREVE

Apesar da decisão de suspender a greve para esta quarta, o Sindirodoviários não descarta uma paralisação para a próxima semana. A reivindicação, desta vez, é o pagamento do adiantamento de agosto, que estava previsto para o último dia 20.

O próximo prazo acordado foi para sexta-feira, 04. Se o pagamento não for efetuado, a categoria promete cruzar os braços novamente.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta