Demanda de usuários de ônibus em Santo André é de 50%, diz Paulo Serra

Publicado em: 31 de agosto de 2020

Ônibus municipal em Santo André

Prefeito disse que frota em circulação é “próxima de 100%”, mas não especificou percentual médio exato

ADAMO BAZANI

O transporte coletivo por ônibus na cidade de Santo André, no ABC Paulista, deve fechar este mês de agosto com o número de viagens entre 2,4 milhões e 2,5 milhões.

A quantidade representa em torno de 50% do habitual de antes da pandemia da Covid-19, que era de aproximadamente cinco milhões de viagens mensais.

A informação é do prefeito Paulo Serra, na manhã desta segunda-feira, 31 de agosto de 2020, em resposta ao Diário do Transporte durante entrevista ao comunicador Vitor Neto, no Programa Bom Dia ABC, produzido pela jornalista Janete Ogawa, da Rádio ABC.

Segundo o chefe do Executivo municipal andreense, no início da pandemia, entre março e abril, a quantidade de passageiros ficou entre 20% e 25% e a frota, em dias úteis, operou com 50% da oferta.

O prefeito disse que atualmente, a frota está “próxima de 100%”, mas não revelou o percentual médio exato.

“Hoje estamos com a frota muito próxima de 100%, mas ainda com uma demanda que está beirando os 50% de usuários (…)  A frota está sendo colocada numa proporção sempre superior à demanda de usuários que existem hoje” – disse.

Ouça:

Serra ainda acrescentou que a queda demanda ocorre mesmo com a flexibilização da quarentena e a retomada de atividades econômicas.

DEMAIS CIDADES E EMTU:

Na última semana, o Diário do Transporte mostrou que apesar da ampliação do horário de funcionamento do comércio, os ônibus municipais do ABC Paulista operam com frota reduzida. De acordo com as prefeituras que responderam, a demanda de passageiros ainda não é suficiente para colocar 100% dos veículos em circulação.

A EMTU, do Governo do Estado, que cuida dos ônibus intermunicipais e também dos ônibus e trólebus da Metra no Corredor ABD, não respondeu.

A SPTrans, responsável pelo gerenciamento dos ônibus da capital paulista, informou que, em média, estão circulando 86,48%, e detalhou os subsistemas de operação

Veja abaixo:

Santo André: “Frota próxima a 100%”, disse o prefeito Paulo Serra em 31.08.20, mas sem especificar o percentual médio exato. – Demanda de 50%

São Bernardo do Campo: Frota de 68%, mas algumas linhas já com 100%, segundo a prefeitura.

São Caetano do Sul: Frota de 50%, mas demanda só subiu 5% com reabertura econômica.

Diadema: Frota de 60%, segundo prefeitura, que diz estudar aumento de acordo com a demanda de passageiros.

Mauá: Frota de 63%, mas prefeito diz que notificou Suzantur para elevar para 100% a partir desta terça-feira, 01º de setembro de 2020.

Ribeirão Pires: Não respondeu.

Rio Grande da Serra: Não respondeu

SPTrans (capital paulista): 86,48% na média do sistema com demanda de 51%, sendo que:

– Subsistema Local de Distribuição (ex-cooperativas nos bairros): Frota de 92,52% e demanda de 51%.

– Subsistema de Articulação Regional (linhas entre bairros afastados e bairros maiores): Frota de 81,06% e demanda de 49% dos passageiros de antes da pandemia.

– Subsistema Estrutural: Frota de 82, 38% e demanda de 53%

– EMTU (ônibus intermunicipais metropolitanos): Não informou

LICITAÇÃO ÔNIBUS DE VILA LUZITA:

Também em resposta ao Diário do Transporte, na Rádio ABC, o prefeito Paulo Serra disse neste dia 31 de agosto de 2020 que um novo edital de licitação para conceder a operação do subsistema tronco-alimentado de ônibus Vila Luzita, o mais movimentado da cidade de Santo André, no ABC Paulista, deve ser lançado no decorrer do mês de setembro.

Segundo Serra, estão feitos ajustes em relação às versões anteriores nas tentativas de conceder o sistema que deram “deserto” como resultado, ou seja, não houve interessados.

“A gente revisou novamente a proposta para no início do mês de setembro a gente conseguir novamente colocar este edital na rua e aí ver se as empresas operadoras se interessam em resolver de maneira definitiva a questão lá.” – disse.

O sistema é operado desde outubro de 2016, de forma provisória, pela Suzantur após a antiga empresa, Expresso Guarará, ter decretado falência.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/08/31/audio-novo-edital-de-licitacao-dos-onibus-de-vila-luzita-sera-lancado-em-setembro-diz-prefeito-de-santo-andre/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Leila Rodrigues disse:

    Vergonhoso e absurdo o descaso conosco, moradores do Jardim ALVORADA II, chegamos a ficar mais de 50 minutos à espera do T17, perdendo hora de trabalho, de consulta médica e escola, ou temos que acordar e sair uma hora antes do horário, para ficar no ponto à espera do ônibus, que devido ao atraso fica lotado, facilitando assim a propagação da Covid19.
    Por favor só mais um pouco de atenção para conosco. Grata.

  2. Silva disse:

    Não condiz com a realidade, ônibus B13 e B19 só anda lotado, parece que o Coronavirus acabou lá dentro só anda cheio.

  3. Rodrigo disse:

    A sensação pra nós que usamos o I02 é a de que está sempre com a frota reduzida, mesmo antes da situação de pandemia atual, gostaria de saber quando isso será repensado, a noite esperar pelo transporte dessa linha é absurdamente estressante, fora e exposição ao risco de assaltos nos pontos de ônibus.

Deixe uma resposta