Serra, no Espírito Santo, suspende licitação para Plano de Mobilidade Urbana por tempo indeterminado

Publicado em: 24 de agosto de 2020

Foto: Thaynan Sarmento

Pregão Eletrônico estava marcado para as 14:00 horas do dia 1º de setembro

ALEXANDRE PELEGI

Serra, mais populoso município do Espírito Santo, com 517 mil habitantes conforme estimativa de 2019 do IBGE, suspendeu por tempo indeterminado a licitação na modalidade pregão eletrônico, destinada à contratação de serviços técnicos especializados para a elaboração do plano de mobilidade urbana sustentável para o município.

A suspensão do certame, marcada para 1º de setembro próximo, foi publicada na edição do Diário Oficial da União desta segunda-feira, 24 de agosto de 2020.

Esta data já havia sido alterada, conforme mostrou o Diário do Transporte. Relembre: Serra, no Espírito Santo, altera data de licitação para Plano de Mobilidade Urbana



Serra foi selecionada este ano pelo Ministério do Desenvolvimento Regional no programa Avançar Cidades – Mobilidade Urbana (Grupo 02).

Foram dois projetos. No primeiro deles, os recursos, liberados pela Caixa Econômica Federal (CEF), no valor de R$ 44,6 milhões, têm como finalidade a implantação da Faixa Exclusiva nas Avenidas de Acesso à Rotatória do Ó.

No segundo, também por financiamento da CEF, a prefeitura receberá R$ 3,4 milhões para a elaboração do Plano de Mobilidade Urbana. Este contrato foi assinado no dia 09 de junho de 2020, e terá contrapartida do município no valor de R$ 762.429,12 e prazo de carência de 27 meses. As publicações constam do Diário Oficial da União do dia 24 de março de 2020. Relembre: Projeto de faixa exclusiva no município de Serra (ES) receberá R$ 44 milhões do Pró-Transporte


serra_03 (1)


O Plano de Mobilidade Urbana organiza o sistema viário da cidade, que envolve trânsito, transporte coletivo, ciclovias, pedestres, além de obras necessárias e outras situações. O Plano é exigido por Lei Federal aos municípios com mais de 200 mil habitantes, que é o caso de Serra.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta