Prefeitura de Petrópolis (RJ) libera circulação de transportes intermunicipal e interestadual

Publicado em: 24 de agosto de 2020

Ônibus de turismo na cidade de Petrópolis. Foto: Wellington Freitas / Ônibus Brasil.

Interrupção pode ocorrer novamente caso ocupação de leitos de UTI ultrapasse 70%

WILLIAN MOREIRA

A Prefeitura de Petrópolis, no Rio de Janeiro, liberou a circulação de veículos dos transportes intermunicipal e interestadual de passageiros. Entretanto, a administração informou que vem observando o cumprimento das regras expressas em decreto.

A liberação ocorreu em 22 de agosto de 2020. Conforme define o Decreto Municipal n° 1.295, caso os leitos de UTI tiverem sua taxa de ocupação novamente ultrapassando os 70% poderá o transporte ser suspenso por tempo indeterminado.

Ainda segundo o decreto, estes veículos devem ter a capacidade máxima de 50% de sua ocupação total. Além disso, o embarque e desembarque em Petrópolis devem acontecer somente no Terminal Rodoviário Leonel Brizola durante seu funcionamento das 05h às 22h30.

O decreto também determina que os passageiros que chegam à cidade nestes ônibus devem passar por barreiras sanitárias. Assim, a temperatura de todos os passageiros é medida.

Para em casos de febre constatada (acima de 37,8°C) ou tosse seca, febre, cansaço (falta de ar e fadiga), congestionamento nasal e inflamação na garganta, mesmo que de forma leve, precisam passar por uma unidade de saúde caso seja residente do município.

Se o passageiro não morar em Petrópolis, deve retornar para seu local de origem no próximo ônibus, sentando nos primeiros assentos e mantendo distância dos demais.

Outros cuidados também vêm sendo tomados, segundo a Prefeitura, como a oferta de álcool em gel 70%, tapetes higienizante na entrada do terminal e em outros setores do embarque e desembarque, limpeza de corrimões, carrinhos de bagagens, assentos e entre outros e a limpeza diária dos veículos de viagem.

Por sua vez, as linhas que circulam pela Serra Velha têm uma regra adicional específica, com a obrigatoriedade de parar na barreira sanitária do bairro Alto da Serra e a circulação do veículo com pessoas em pé, caso tiver, na proporção de um passageiro por metro quadrado.

Confira o decreto, na íntegra:

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta