Prefeitura de Campinas libera uso de bilhetes para idosos e estudantes nos ônibus

Publicado em: 24 de agosto de 2020

Apenas estudantes do ensino superior terão benefício liberado. Foto: Guilherme Estevam/Ônibus Brasil.

Medida foi anunciada pelo Prefeito Jonas Donizette em suas redes sociais

WILLIAN MOREIRA

A Prefeitura de Campinas, no interior de São Paulo voltou a permitir o uso dos bilhetes do idoso e do estudante no transporte coletivo da cidade. A liberação será a partir de 31 de agosto de 2020.

A medida foi anunciada pelo prefeito Jonas Donizette em live nas redes sociais, nesta segunda-feira, 24. No caso do Bilhete do Estudante, a liberação foi apenas para alunos do ensino superior. Para os demais, o uso segue bloqueado devido a medidas de restrição por conta da pandemia de Covid-19.

De acordo com o prefeito, os bilhetes das duas modalidades estavam suspensos desde 25 de março, como medida de enfrentamento ao novo coronavírus. Agora, com o retorno das atividades econômicas e estudantis de forma gradual, foi observada a necessidade da volta deste benefício.

O cartão do idoso, que possui aproximadamente 90 mil beneficiados, será liberado durante todo o dia. Contudo, o prefeito solicita que os idosos usem o transporte apenas situações de necessidade, pois pessoas com 60 anos ou mais devem evitar sair de casa.

“Você que é uma pessoa idosa já vai ter seu direito restituído, mas a recomendação é para que a pessoa se possível, fique em isolamento”, disse Jonas Donizette.

BILHETE UNIVERSITÁRIO É PARA MEIA TARIFA

Por sua vez, para os estudantes, em primeiro momento o benefício será válido para alunos do ensino superior para deslocamento de casa/trabalho para as instituições de estudo e retorno para casa. Neste caso, está vedado o uso para outros fins. A gestão municipal informou que está monitorando a utilização correta destes cartões.

O bilhete universitário oferece desconto de 50% em cada viagem. De acordo com o secretário de Transportes de Campinas, Carlos José Barreiro, aproximadamente 25 mil cartões estão ativos com o cadastro de cada beneficiado, permitindo que seja visto os itinerários e trajetos possíveis do estudante.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta