Rio Claro (SP) amplia horários de 10 linhas de ônibus

Publicado em: 22 de agosto de 2020

Foto: Divulgação Prefeitura da cidade de Rio Claro (SP)

Medida tem como objetivo aumentar de 40% para 65% a frota em operação

WILLIAN MOREIRA

A Prefeitura da cidade de Rio Claro, no interior de São Paulo, aumentou os horários de circulação de dez linhas de ônibus do transporte coletivo municipal.

A medida busca acompanhar a retomada das atividades econômicas na cidade e aumentar a frota atual dos 40% para 65%, evitando aglomerações em pontos e lotação no interior dos veículos.

A princípio a ampliação é válida para dias úteis, de segunda a sexta-feira.

Veja abaixo as linhas com aumento de viagens por dia.

– Arco-íris/Mãe Preta, de 15 passou a ter 19 viagens;

– Cervezão (de oito para 14),

– Circular 1(de sete para 12),

– Paineiras/Santa Elisa (de oito para 12),

– Bonsucesso (de oito para 12 viagens),

– Assistência (de oito para 14),

– Ajapi/Ferraz (de oito para 12),

– Boa Vista (de nove para 14),

– Jardim Novo/Rodoviária (de 11 para 17);

– Jardim Novo/Inocoop (de 11 para 15 viagens).

Também buscando atender a saída das pessoas do shopping, será colocado veículos extras em algumas linhas para atender quem sai do local, com destino aos bairros Bela Vista, São Miguel, Arco-íris, Mãe Preta, Rodoviária, Jardim Centenário, Palmeiras, Jardim Novo, Assistência, Jardim Boa Vista, Cervezão, Ajapi, Bonsucesso, Santa Elisa, Paineiras e Vila Olinda.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Rafael disse:

    Se Rio Claro existisse no mapa do Governo do Estado, com toda certeza a cidade nunca teria autorizada a entrar na fase amarela das flexibilizações, teria sim regredido e ter decretado “lockdown”. Com quase quatro mil mortes e mais de cinquenta novos casos a cada vinte e quatro horas, o Prefeito, cedendo às exigências de empresários, vem flexibilizando, pouco se importando com a saúde do povo, afinal ele ja está imunizado, dane-se o povo, e nada de explicar as compras no valor de mais de quatro milhões de reais sem licitação.
    V E R G O N H A !!!

Deixe uma resposta