CPTM recebe drones para reforço na segurança

Publicado em: 19 de agosto de 2020

Aparelho foi adquirido após licitação divulgada no Diário Oficial. Foto: Divulgação / CPTM.

Equipamentos contam com câmera de alta resolução, infravermelho e alto-falante

WILLIAN MOREIRA

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) divulgou nesta quarta-feira, 19 de agosto de 2020, imagens do novo drone adquirido pela companhia. O objetivo da compra é auxiliar as equipes de manutenção e ser mais um equipamento para a segurança.

O drone conta com câmera de alta resolução que oferece imagens de qualidade, sensor infravermelho, permitindo uma varredura de locais e visualização térmica de objetos e pessoas na imagem. Outra função é um alto-falante que pode emitir avisos pré-programados no aparelho.

O objetivo, também segundo a CPTM, é utilizar o drone em ocorrências notáveis que precisem de imagens aéreas e também localizar pessoas escondidas ou caminhando ao longo da via.

Na área da segurança, furtos de cabos que vem acontecendo com certa frequência, poderão ser investigados e impedidos a partir de imagens geradas que auxiliem as investigações.

Confira o vídeo do aparelho em funcionamento:

View this post on Instagram

Nossas equipes de segurança agora terão mais um equipamento a favor das ações de inteligência da Companhia. O objetivo é usá-lo em ocorrências notáveis que demandem imagens aéreas, auxiliando também na localização de pessoas escondidas ou que estejam andando ao longo da via férrea. Além disso, será uma importante ferramenta na captação de imagens para auxiliar investigações policiais, como casos de furto de fios, além de colaborar na inspeção de equipamentos e infraestrutura da área de manutenção da CPTM, por meio de rondas programadas. Parabéns ao nosso corpo de segurança por mais este avanço. #cptm #orgulhodesercptm #cptm_oficial #orgulhoempertencer #segurancaferroviaria

A post shared by Pedro Tegon Moro (@pedrotegonmoro) on

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta