Teresina (PI) inicia fase 3 de reabertura das atividades com retomada do fretamento

Publicado em: 10 de agosto de 2020

Greve de ônibus municipais na cidade foi encerrada, mas terminais seguem fechados. Foto: Divulgação.

Terminais seguem fechados na cidade

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Teresina, no Piauí, iniciou a fase 3 de reabertura das atividades econômicas nesta segunda-feira, 10 de agosto de 2020. Assim, mais serviços estão autorizados a reabrir.

Agora, voltam a funcionar os serviços de cabeleireiros e outras atividades de tratamento de beleza, transporte rodoviário coletivo de passageiros, sob regime de fretamento, e outros transportes rodoviários, além das atividades da administração pública geral, direta e indireta, relações exteriores e Justiça.

O prefeito Firmino Filho afirmou, em nota que, assim como nas etapas anteriores, é preciso que os protocolos de segurança sejam cumpridos de forma rigorosa.

“Essa é uma etapa importante e que inclui o serviço público. Então, todos os setores devem seguir as orientações de segurança e higiene para evitar a disseminação do novo Coronavírus. Essas medidas são fundamentais para que possamos avançar para a etapa seguinte”, disse.

Além disso, serviços de reparação e manutenção de equipamentos de informática e comunicação e de objetos pessoais e domésticos também poderão reabrir na segunda, além do setor de fabricação de máquinas e equipamentos. Atividades de manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos são outras que voltaram a funcionar.

FROTA DE ÔNIBUS E TERMINAIS

Após o anúncio sobre o fim da paralisação dos operadores do transporte público em Teresina na última semana, a Strans (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito) vai adequar a frota de ônibus de acordo com a demanda da cidade.

Relembre: Depois de mais de dois meses em greve parcial, motoristas de ônibus de Teresina decidem voltar ao trabalho

Assim, a partir desta terça-feira, 11, os ônibus voltam a circular com 100% da frota da ordem de serviço prevista para o período de pandemia, em torno de 120 veículos.

Com a volta da circulação dos ônibus, a Strans (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito) informou que fará o monitoramento diário da demanda de usuários por meio do sistema de bilhetagem eletrônica, realizando a adequação gradual de veículos à quantidade de passageiros por viagem.

“Recebemos com muita satisfação nesta manhã o ofício do Sintetro, e estamos otimistas para a retomada dos serviços dos motoristas e cobradores. Acompanharemos, todos os dias, a demanda de passageiros para irmos adequando a frota, conforme houver necessidade. Queremos garantir que não existam aglomerações”, pontuou o superintendente da Strans, Weldon Bandeira.

Neste primeiro momento, não haverá a reabertura dos terminais, permanecendo o formato radial de atendimento que está em atuação, com percursos do bairro para o Centro.

Ainda segundo a Prefeitura, também não será mais necessária a circulação dos veículos cadastrados, que vinham atendendo aos usuários durante a paralisação.

SEGURANÇA

Além disso, a Strans determinou que todos os ônibus devem circular com as janelas abertas, inclusive os que têm ar condicionado.

A Prefeitura informou ainda que permanecerá realizando a higienização dos veículos ao final de cada viagem nas paradas finais dos bairros. Já no final de cada turno, durante a noite, as empresas de ônibus farão a sanitização dos veículos nas garagens.

“Também é verificada a temperatura dos profissionais, bem como disponibilizado álcool em gel e ainda é exigido o uso da máscara facial. A Strans recomenda também que, para uso do transporte público, seja feita fila mantendo o distanciamento para evitar qualquer tipo de aglomeração e forma de contágio pela Covid-19.

Nas estações de embarque e desembarque de passageiros e nas paradas de ônibus, as ações de sanitização são feitas pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh). Essa sanitização é feita com a pulverização de solução de água com hipoclorito de sódio, por meio de bombas costais e caminhões pipas e fumaceiros.”

SEGUNDA FASE

A segunda etapa da Fase 3, marcada para o dia 17 de agosto de 2020, prevê a reabertura de bares e outros estabelecimentos especializados em servir bebidas, sem entretenimento.

Desta forma, segundo a Prefeitura, restaurantes a La Carte, prato feito, buffet sem autosserviço, restaurantes self-service, lanchonetes, cafeterias e similares também poderão reabrir. Esses estabelecimentos estão sujeitos a funcionamento mediante os protocolos específicos constantes no anexo do decreto Nº 19.922.

“Todos os estabelecimentos autorizados a reabrir na Fase 3 deverão atuar em turno único de trabalho de seis horas consecutivas por dia, além de seguir protocolos de segurança, com redução de trabalhadores, distanciamento social, uso de máscara, testagem dos funcionários, bem como cumprir as demais regras estabelecidas pela União, pelo estado do Piauí, pelo município de Teresina.”

A Prefeitura ressaltou que o descumprimento do decreto por qualquer estabelecimento, serviço e atividade, que esteja em funcionamento ou que não esteja permitido funcionar, resultará na aplicação de multa, interdição total da atividade e cassação de alvará de localização e funcionamento.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta