Obras afetam mais de 40 linhas de ônibus em Petrópolis (RJ)

Publicado em: 6 de agosto de 2020

Congestionamento gerado pelas intervenções. Foto: Divulgação.

Empresas relatam atrasos e perdas de viagem

JESSICA MARQUES

As empresas de ônibus de Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, informaram que obras na cidade estão afetando mais de 40 linhas de ônibus.

De acordo com nota divulgada nesta quinta-feira, 06 de agosto de 2020, a  reforma da Estrada União e Indústria está interferindo na operação de diversas linhas de ônibus que passam pelos trechos das ruas Padre Siqueira, no Centro, e Doutor Hermogênio Silva, no Retiro.

“Desde o início da semana, as empresas de ônibus seguem registrando uma série de atrasos e perdas de viagem em mais de 40 linhas, devido à lentidão no trânsito e alterações de itinerários. Nesta quarta-feira, 06, um trabalho de manutenção na Avenida 7 de Abril também causou impactos na região, que operou em sistema de pare e siga”.

Por conta das obras, as empresas de ônibus precisaram alterar o itinerário das linhas que passam pela Avenida Barão do Rio Branco. Com isso, os coletivos, sentido Centro, começaram a utilizar as ruas Alfredo Pachá, Roberto Silveira e Avenida Köeller, quando retomam o trajeto normal, que segue registrando lentidão no trânsito.

OPERAÇÃO POR EMPRESA

Em nota, o Setranspetro (Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários de Petrópolis) detalhou a operação dos ônibus, por empresa. Confira:

A Cidade Real, que utiliza todos os trechos mencionados, informou que está operando com atrasos de até 30 minutos em suas linhas de ônibus, diante dos reflexos do congestionamento.

Entre as linhas prejudicadas estão a 019 – Duarte da Silveira (Executivo), 100 – Terminal Bingen, 104 – Vila Militar, 106 – Bataillard, 108 – Bairro Castrioto, 110 – Duarte da Silveira, 113 – Marechal Hermes, 115 – Campo do Serrano, 118 – Pedras Brancas, 119 – Kopke, 122 – Fazenda Inglesa, 129 – Moinho Preto, 132 – Pedras Brancas, 134 – Bataillard, 139 – Moinho Preto (Via Praça da Mosela), 142 – Cândido Portinari e 180 – Coronel Veiga.

O impacto também está atingindo a operação dos ônibus da empresa Petro Ita. Nesta, todas as linhas do Quitandinha via Avenida Köeller foram autorizadas a seguir via Doutor Nelson de Sá Earp, devido ao trânsito intenso.

A Cidade das Hortênsias também apresenta atrasos na linha 370 – Terminal Itamarati x Terminal Centro, que teve o itinerário alterado para a Avenida Köeller.

Por sua vez, a empresa Cascatinha está sofrendo atrasos que variam entre 10 e 20 minutos, além de perdas de viagem durante o dia em algumas linhas. Entre as afetadas estão a 502 – Comunidade São Luiz, 503 – Cidade Nova, 504 – Carangola, 505 – Vila Manzini, 506 – Vicenzo Rivetti, 507 – João de Deus, 508 – Max Manoel Molter, 510 – Vale dos Esquilos, 512 – Quarteirão Brasileiro, 513 – Comunidade do Alemão, 515 – Jardim Salvador, 516 – Roseiral, 518 – Atílio Marotti, 519 – Vale do Carangola, 525 – Comunidade do Neylor, 526 – Modesto Guimarães, 528 – Alto Comunidade do Alemão e 529 – Vicenzo Rivetti.

A empresa Turb Petrópolis também continua apresentando interferências nas linhas 600 – Terminal Corrêas e 700 – Terminal Itaipava, com atrasos de até 40 minutos, necessitando adotar itinerário, sentido Centro, pela Rua Alfredo Pachá.

APLICATIVO

A orientação das empresas é para que os passageiros baixem gratuitamente o aplicativo “Vá de ônibus” para acompanhar, em tempo real, a localização dos ônibus em Petrópolis.

Além disso, é possível acessar os aplicativos “Cascatinha App” e “Petro Ita App”. Para os passageiros da Turb Petrópolis, está disponível o novo aplicativo “CittaMobi”.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta