Marcopolo e Viação Garcia fecham contrato para desinfecção de ônibus por nebulização contra Covid-19

Publicado em: 4 de agosto de 2020

Aplicação dura 20 minutos

De acordo com fabricante, sistema FIP Onboard® garante proteção por até três dias

ADAMO BAZANI

A fabricante de ônibus Marcopolo e a Viação Garcia, de Londrina, no Paraná, fecharam um contrato para desinfecção do interior dos veículos por sistema de nebulização para reduzir o risco de contágio pela Covid-19 nas viagens.

Chamado de FIP Onboard®, segundo a encarroçadora, o sistema permite imunização por até três dias e demora cerca de 20 minutos para ser aplicado em cada ônibus.

Ainda de acordo com a Marcopolo, uma névoa com agente biocida e atóxico é dissipada em todo o interior do ônibus, realizando a desinfecção e impedindo a disseminação dos vírus. A empresa garante ainda que o produto não deixa as poltronas úmidas, evitando o desconforto dos passageiros, e também não interfere no funcionamento de equipamentos eletroeletrônicos internos.

O produto deve ser aplicado após a limpeza habitual do ônibus e consegue cobrir superfícies de difícil acesso numa desinfecção tradicional como com panos e borrifadores manuais

O diretor de Negócio Ônibus da Marcopolo, Rodrigo Pikussa, acredita que o contrato com a Garcia pode servir de modelo para as empresas que querem mostrar aos passageiros que está mais seguro voltar a viajar.

“É muito importante para todo o segmento brasileiro de transporte a parceria fechada com a Viação Garcia para desinfecção dos seus ônibus com o FIP Onboard®. Vamos ajudar a garantir aos clientes da operadora total segurança e tranquilidade em sias viagens”.

“A aplicação desenvolvida em conjunto com a Aurratech tem formulação desenvolvida exclusivamente para ônibus, tendo potencial para redefinir os protocolos de biossegurança relacionados à sanitização antes de cada viagem, o que permitirá um retorno seguro da mobilidade em viagens interestaduais, intermunicipais e urbanas”, explicou em nota o chefe de negócios da divisão de inovação da fabricante, chamada Marcopolo Next, Petras Amaral.

Na mesma nota, a Marcopolo relaciona algumas das características do sistema.

– Solução biocida em estado de “nano partículas”, ao invés de uma solução líquida, não deixando umidade;

– Permanece em suspensão por um longo período, proporcionando maior tempo de contato entre a solução biocida e superfícies;

– Maior deposição de gotas por cm²;

– Contato da solução biocida em 100% das superfícies, até em áreas de difícil acesso;

– Aumento da eficácia do processo de desinfecção/sanitização;

– Reduz drasticamente o consumo de água e produto sanitizante, podendo alcançar 99% de economia em comparação aos métodos tradicionais de desinfecção (Ex. Aspersão);

– Processo automatizado que minimiza a interferência humana (No Touch Disinfection–NTD), reduzindo o risco de falhas e necessidade de retrabalho;

– Segurança e Saúde ocupacional, elimina o contato humano direto com produtos químicos durante a aplicação da solução biocida.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta