Kalil diz que oferta de ônibus em BH vai ser ampliada com flexibilização da quarentena na quinta-feira, 06

Publicado em: 4 de agosto de 2020

Ônibus em Belo Horizonte. Prefeitura diz que quer evitar superlotação

Abertura foi antecipada para favorecer comércio para o dia dos Pais

ADAMO BAZANI

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, anunciou nesta terça-feira, 04 de agosto de 2020, que a oferta de ônibus vai ser ampliada nesta quinta-feira, 06, com a flexibilização da quarentena na cidade.

Atividades comerciais que só abririam na segunda-feira, 10, terão o funcionamento antecipado para quinta-feira para atender o Dia dos Pais, que será comemorado no próximo domingo, 09 de agosto.

“Conversamos ontem (segunda-feira) com o Setra-BH para acertar esse aumento de movimento na cidade” – declarou Kalil na entrevista coletiva, sem detalhar em qual proporção será o aumento de frota e viagens.

É esperado um momento maior de pessoas nas ruas.

Pelo plano antecipado de abertura da prefeitura, o comércio vai funcionar na quinta-feira, sexta-feira e sábado.

No domingo, na segunda-feira e terça-feira da próxima semana, os estabelecimentos não essenciais continuam fechados, com reabertura apenas na quarta-feira, 12 de agosto.

As lojas de rua poderão abrir das 11h às 19h e os shoppings centers das 12h às 20h.

Em nota, a prefeitura informa que a BHTrans, gerenciadora dos transportes, já acertou com as empresas de ônibus formas de evitar superlotação. A frota está reduzida desde março com a queda da demanda de passageiros.

A BHTrans já alinhou com as empresas de ônibus sobre os impactos dessa 1ª etapa de flexibilização e estruturou as adequações necessárias para minimizar o fluxo. Os horários de funcionamento das atividades da fase 1 foram estabelecidos pela Prefeitura fora do horário de pico, na tentativa de diluir a concentração de pessoas. Caso seja avaliada a necessidade, haverá alterações nos horários de funcionamento das atividades econômicas retomadas – diz o trecho da nota.

A administração ainda detalha como serão as fases previstas do relaxamento da quarentena que podem variar de acordo com os índices de contágio e de mortes pela Covid-19.

FASE 1:

Primeira semana da Fase 1 (de 6 a 8 de agosto):

  • Todo o comércio varejista não contemplado na fase de controle:
    Estabelecimentos de rua, centros de comércio e galerias de lojas: quinta a sábado, entre 11h e 19h.
    • Comércio atacadista da cadeia do comércio varejista da Fase 1 (incluindo vestuário): quinta a sábado, entre 11h e 19h.
    • Cabeleireiros, manicures e pedicures: quinta a sábado, entre 11h e 20h.
    • Shopping centers, centros de comércio e galerias de lojas: quinta a sábado, entre 12h e 20h. Praças de alimentação funcionarão somente por delivery ou retirada, sem consumo no local.
    • Atividades no formato drive-in: sexta a domingo, de 14h às 23h.

Segunda semana em diante da Fase 1 (a partir de 12 de agosto):
• Todo o comércio varejista não contemplado na fase de controle:
Estabelecimentos de rua, centros de comércio e galerias de lojas: quarta a sexta,  entre 11h e 19h.
• Comércio atacadista da cadeia do comércio varejista da Fase 1 (incluindo vestuário): quarta a sexta, entre 11h e 19h.
• Cabeleireiros, manicures e pedicures: quinta a sábado, entre 11h e 20h.
• Shopping centers, centros de comércio e galerias de lojas: quarta a sexta, entre 12h e 20h. Praças de alimentação funcionarão somente por delivery ou retirada, sem consumo no local.
• Atividades no formato drive-in: sexta a domingo, das 14h às 23h.

 

FASE 2:

  • Parques públicos (locais, regras, horários, e dias de funcionamento estão em construção)
    • Bares, restaurantes e lanchonetes
    Funcionamento: Bares, restaurantes e lanchonetes: segunda a quinta para horário de almoço (11h às 15h), sem venda de bebidas alcoólicas.
    Sexta, entre 11h e 22h, com venda de bebidas alcoólicas a partir das 17h.
    Sábado e domingo até as 22h com venda de bebidas alcoólicas. Sem restrições para delivery e retirada.
    Praças de alimentação em shopping centers: terça a quinta, das 11h às 17h. Sexta até as 20h, com venda de bebidas alcoólicas a partir das 17h. Sem restrições para delivery e retirada.

FASE 3:

(Eventuais restrições de dias e horários serão estabelecidas posteriormente, após acompanhamento e análise dos impactos nas fases 1 e 2)
•Academias, centros de ginástica e estabelecimentos de condicionamento físico
• Clubes sociais, esportivos e similares
• Eventos (exposições, congressos e seminários)
• Clínicas de estética
• Museus

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta