Prefeitura do Rio de Janeiro aplica multas a empresas de ônibus

Publicado em: 31 de julho de 2020

Ação na Paranapuan foi realizada na madrugada desta quinta-feira. Foto: Divulgação SMTR/ Prefeitura do Rio.

Paranapuan e Consórcio Intersul foram autuados

JESSICA MARQUES

A Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria Municipal de Transportes, aplicou multas a empresas de ônibus da cidade. A Paranapuan e o Consórdio Intersul foram autuados.

As multas foram aplicadas nesta quinta-feira, 30 de julho de 2020. A Prefeitura realizou uma fiscalização na garagem da empresa Paranapuan, na Ilha do Governador, e na operação de linhas do consórcio.

No caso da Paranapuan, a fiscalização foi feita com o objetivo de inspecionar as condições da frota de ônibus. Ao todo, 40 coletivos foram vistoriados e 63 multas foram registradas.

“Os agentes da SMTR chegaram na garagem por volta de 21h, permanecendo no local até a madrugada desta quinta. Durante a ação, a equipe flagrou irregularidades, como falta de vistoria, dedetização vencida, bancos rasgados e farol quebrado, além de veículos sem registro na secretaria”, detalhou a Prefeitura, em nota.

CONSÓRCIO INTERSUL

No Consórcio Intersul, a Prefeitura realizou uma ação de fiscalização com foco em cinco linhas de ônibus, que receberam reclamações devido aos intervalos irregulares entre os ônibus. Ao todo, oito multas foram aplicadas.

Os fiscais da SMTR verificaram que as linhas 435, 583, 584 e 461 estavam operando com a frota inferior ao determinado. Já a linha 434 estava inoperante. O consórcio Intersul, responsável pela operação das linhas, foi autuado pelas irregularidades, que são inaceitáveis e vão contra o estabelecido em contrato.

“Os operadores, que já foram notificados, devem reforçar a frota em circulação, de forma a se adequar ao aumento natural da demanda com a retomada das atividades, evitando aglomerações indevidas. Caso novas irregularidades sejam constatadas, outras sanções serão aplicadas”, informou a Prefeitura, em nota.

BALANÇO

Somente neste ano, mais de 170 multas foram aplicadas aos consórcios por má conservação dos ônibus, segundo a Prefeitura. O consórcio com mais registros de multas por esta irregularidade é o Santa Cruz, com mais de 60 autuações.

O Diário do Transporte buscou contato com as empresas de ônibus, mas não obteve retorno.

DENÚNCIAS

A Secretaria Municipal de Transportes informou ainda que disponibiliza um canal direto para envio de sugestões e reclamações acerca dos serviços de ônibus convencionais e do BRT.

“As informações devem ser enviadas de segunda a sexta, de 9h às 18h, por meio de mensagens para o Whatsapp: 98909-3717.”

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta