Comissão Europeia autoriza Alstom a comprar Bombardier Transportation 

Aquisição está prevista para ser finalizada no primeiro semestre de 2021

JESSICA MARQUES

A Comissão Europeia autorizou a Alstom a comprar Bombardier Transportation. A decisão foi pela liberação condicional da proposta de aquisição.

A informação foi divulgada pela Alstom nesta sexta-feira, 31 de julho de 2020. O fechamento da aquisição está previsto para o primeiro semestre de 2021.

De acordo com a empresa, a aprovação da Comissão para a operação está condicionada aos compromissos propostos que consistem em:

• Uma transferência da contribuição da Bombardier Transportation para o trem de alta velocidade V300 ZEFIRO e uma oferta de licença IP para a Hitachi para o trem co-desenvolvido pela Hitachi e Bombardier Transportation para uso em futuros concursos de alta velocidade no Reino Unido;

• O desinvestimento da Alstom Coradia Polyvalent e da unidade de produção de Reichshoffen, na França;

• O desinvestimento da plataforma Bombardier TALENT 3 e das instalações de produção dedicadas situadas na fábrica de Hennigsdorf, na Alemanha;

• Fornecer acesso a interfaces e produtos para algumas Unidades de Sinalização de Bordo da Bombardier Transportation e Sistemas de Gestão de Controle de Trens (Train Control Management Systems – TCMS).

ACORDO

Além disso, a Alstom informou que os desinvestimentos respeitarão todos os processos sociais aplicáveis e as consultas aos órgãos de representantes dos trabalhadores.

“A transação continua sujeita a aprovações regulamentares adicionais em várias outras jurisdições e condições de fechamento habituais”, detalhou também.

Em fevereiro deste ano, a francesa Alstom conseguiu um acordo preliminar com a canadense Bombardier para adquirir a unidade de produção de trens da empresa de Montreal por mais de US$ 7 bilhões.

Leia também: Alstom estuda fusão com setor ferroviário da Bombardier

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta