BYD entrega dez ônibus 100% elétricos para sistema de cidade da Hungria

Veículos têm 12 metros e baterias podem ter autonomia de até 300 km

Pécs tem o objetivo de substituir todos os atuais modelos por coletivos com bateria

ADAMO BAZANI

A cidade de Pécs, na Hungria, recebeu para o sistema de transportes coletvos dez ônibus 100% elétricos. O objetivo das autoridades locais é ir gradativamente substituindo a atual frota por modelos com bateria que não emitem gases poluentes durante as operações.

Os veículos serão operados pela Tüke Busz Zrt responsável pelas linhas locais.

As unidades foram entregues pela fabricante chinesa BYD que informa que cada ônibus tem a configuração de 12 metros e baterias com autonomia que pode chegar a 300 km. Segundo a BYD, este tipo de veículo é o mais vendido da marca globalmente.

A expectativa é que os ônibus circulem 900 mil km por ano, o que representa 10% do total anual percorrido por toda a frota da Tüke Busz Zrt.

A empresa também diz que planejou e forneceu a infraestrutura necessária para a recarga de baterias.

Em nota emitida pela BYD,  a prefeita Attila Péterffy  disse que quer tornar a cidade “verde”.

 “Os 10 novos ônibus elétricos são um grande e sério passo para uma Pécs realmente verde. A cidade está comprometida em continuar nesse caminho e fazer todo o possível aqui, localmente, para proteger o meio ambiente e o clima. Encontramos um excelente parceiro na BYD e espero sinceramente que possamos trabalhar juntos mais vezes para desenvolver o transporte público em Pécs de maneira sustentável. ”

O presidente do Conselho da Tüke Busz Zrt, Gyula Gelencsér, acrescentou, na mesma nota que a companhia “está comprometida com a inovação e com soluções de transporte público ambientalmente conscientes do século XXI. Consideramos o surgimento de ônibus elétricos na cidade de Pécs e a cooperação conjunta com a BYD como parte dessa abordagem. Esperamos que essa compra de ônibus elétricos seja uma das primeiras etapas de muitas aquisições de veículos modernos com consciência ambiental”.

Já o diretor administrativo da BYD Europa, Isbrand Ho, afirmou que é a primeira frota de ônibus da cidade.

“Este é um dia marcante para o futuro do transporte público na Hungria. Os cidadãos de Pécs experimentarão pela primeira vez uma nova maneira de viajar – que é segura, silenciosa, confortável e completamente livre de emissões. A mobilidade elétrica. Além disso, a nova mobilidade também trará benefícios de produtividade para a Tüke Busz Zrt, pois a empresa começa a converter sua frota para fornecer uma solução de transporte mais sustentável e 100% elétrica”.

A fabricante disse que apesar das restrições iniciais geradas pela Covid-19, conseguiu cumprir a data de entrega prevista para a Tüke Busz Zrt e que recentemente também realizou diversas entregas de frota em outras partes da Europa.

A empresa de capital chinês ainda diz que alcançou a marca de 1,3 mil ônibus elétricos no continente europeu entre entregues ou encomendados.

Na Europa, a BYD tem fábricas na Hungria e na França.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, bom dia.

    Esta matéria me fez pensar:

    O BARSILei tem uma das maiores hidroelétricas do mundo senão a maior, bem como uma fábrica de buzão a bateria;

    E quem recebe buzão a bateria é a Hungria.

    Fala sério; não tem como o BARSILei dar certo mesmo.

    SIMPLIFICA E MODERNIZA BARSILei.

    SAÚDE A TODOS!

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta