Aracaju amplia reabertura econômica e reforça frota do transporte coletivo

Publicado em: 31 de julho de 2020

Foto: Ana Lícia Menezes / Prefeitura de Aracaju

Com redução de óbitos e internações, prefeito Edvaldo Nogueira anunciou nesta sexta-feira novas medidas para o enfrentamento ao coronavírus na capital sergipana

ALEXANDRE PELEGI

O prefeito Edvaldo Nogueira anunciou nesta sexta-feira, 31 de julho de 2020, as novas medidas para o enfrentamento ao coronavírus em Aracaju, Sergipe.

A decisão se adequa ao reenquadramento da fase laranja, adotado pelo Governo de Sergipe, e que autoriza a reabertura gradual das atividades econômicas.

A decisão ocorreu após uma redução de 15% no índice de internamentos em leitos de retaguarda da rede pública, e de 35% no índice de mortalidade, nos últimos sete dias. Os dois fatores são considerados determinantes para a retomada da economia na cidade.

Com a retomada das atividades, ficou estabelecido que a frota de ônibus da capital sergipana passará a operar com 80% da capacidade em horário de pico.

Em comunicado, o prefeito afirmou: “Acabamos de fazer mais uma reunião para discutir sobre a situação da covid-19 em nosso município e a perspectiva de retomada das atividades econômicas na cidade. Observamos que há uma queda, tanto no número de internamentos como também nos casos de óbitos. Pela média móvel dos últimos sete dias, comparada aos 14 dias anteriores, que é o novo parâmetro utilizado por nós para medir o avanço da doença, foi constatada uma queda de 15% nos internamentos em leitos de retaguarda e de 35% no índice de mortalidade em Aracaju. Ainda há um número elevado de casos, mas já há também uma estabilidade nos últimos 14 dias“.

Pelo levantamento atualizado da pandemia em Aracaju, a capital registrou, até o momento, 28.375 casos confirmados. Destes, 9.879 estão em isolamento domiciliar e 374 em internamento. Do total de casos confirmados, 17.585 pessoas já se recuperaram e 537 vieram a óbito. Há ainda 43 casos sob investigação. A taxa de ocupação dos leitos de retaguarda em Aracaju está em 50%.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta