Trens das linhas 8 e 9 da CPTM serão remanejados para outras linhas após concessão

Publicado em: 23 de julho de 2020

Concessionária privada inicialmente vai usar os trens das linhas 8 e 9, mas depois terá de devolver ao Estado, substituindo por composições novas

Ao todo 36 unidades vão para as linhas 10, 11 e 12 da companhia

WILLIAN MOREIRA

Após a concessão das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda da CPTM  – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos para a iniciativa privada, 36 trens serão devolvidos gradualmente para o uso do Estado e, depois, enviados para outras linhas da companhia.

A afirmação é do secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, em uma entrevista à Revista Ferroviária na tarde desta quinta-feira, 23 de julho de 2020.

Segundo o secretário, a companhia não realizará compra de novos trens, mas sim receber os trens das linhas concedida, que serão  distribuídos para as linhas 10-Turquesa, 11-Coral e 12-Safira,”melhorando a qualidade do atendimento e oferta de viagens”.

Está previsto na concessão que a empresa vencedora realize melhorias em estações, sistemas de sinalização e energia e também a aquisição de novos trens, nos primeiros anos de contrato.

Assim os trens atuais inicialmente seriam utilizados pela concessionária, mas deverão ser devolvidos aos poucos, em sua maioria, as composições da série 8000, que possuem ar-condicionado, câmeras de monitoramento e passagem livre entre os carros.

“Segundos estudos de modelagem até o momento apresentado, a obrigatoriedade [por parte da concessionária] a aquisição de novos trens porque aqueles que operam nas linhas 8 e 9 serão obrigatoriamente remanejados para as demais e continuarão sob gestão da CPTM”, explicou o secretário.

A licitação das duas linhas deverá ser publicada até 15 de agosto e a expectativa é de assinar o contrato da concessão no começo de 2021.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2020/07/23/concorrencia-para-concessao-das-linhas-8-e-9-da-cptm-deve-ser-lancada-na-primeira-quinzena-de-agosto/

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Ismael Junior disse:

    Até achei que haviam esquecido esse assunto por conta da pandemia

Deixe uma resposta