Terminais de ônibus da Grande Vitória (ES) recebem central de videomonitoramento

Imagens ficarão armazenadas tanto na CCO quanto em cada terminal de integração. Foto: Divulgação.

Objetivo é agilizar ações operacionais, garantir segurança aos usuários, controlar formação de filas com distanciamento e auxiliar nas pesquisas de demanda

JESSICA MARQUES

Os terminais de ônibus da Grande Vitória, no Espírito Santo, receberam nesta quinta-feira, 23 de julho de 2020, uma central de videomonitoramento. A entrega foi feita por meio da Ceturb-ES (Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros do Estado do Espírito Santo).

De acordo com o Governo do Estado, o objetivo é agilizar ações operacionais, garantir segurança aos usuários, controlar formação de filas com distanciamento e auxiliar nas pesquisas de demanda. Além disso, a ferramenta será utilizada para a tomada de decisões, sobretudo em situações de crise.

A chamada CCO (Central de Controle Operacional) está instalada na sede da Ceturb-ES, em Vitória. Assim, a unidade recebe imagens das câmeras espalhadas nos terminais de integração, em tempo real.

“Dessa forma, será possível observar toda a operação do sistema e realizar as interferências necessárias para cada tipo de situação identificada, como, por exemplo, liberar carros extras para atender à demanda de uma determinada linha”, informou o Governo do Estado, em nota.

ESTRUTURA

Em nota, o Governo do Estado detalhou a estrutura do CCO. Cada terminal de integração tem, pelo menos, dez câmeras PTZ (Pan Tilt Zoom) móveis.

Os equipamentos fazem movimentos de 360 graus, que capturam imagens e zoom em alta fidelidade, capazes de identificar detalhes da operação e de ocorrências nos terminais rodoviários. As imagens ficarão armazenadas tanto na CCO quanto em cada terminal de integração.

Além disso, as câmeras também são capazes de emitir sinais de áudio a partir da Central, na Ceturb-ES, para os terminais.

“Esse sistema de áudio é de alta fidelidade e é utilizado para emissão de mensagens de caráter informativo e corretivo para os usuários do Sistema Transcol. Essas mensagens de áudio podem ser gravadas ou emitidas ao vivo, por meio de microfones instalados na central de operações e enviados aos terminais de ônibus.”

MUDANÇAS PREVISTAS

O sistema conta, ainda, com botões de pânico, que, posteriormente, poderão ser distribuídos aos vigilantes dos terminais. Quando isso ocorrer, os funcionários poderão acionar o sinal que será emitido na central de operações.

Assim, em casos de crimes ou situações de insegurança, os operadores da CCO também poderão acionar as autoridades policiais. Os funcionários também podem fazer a intervenção por meio do sistema de áudio.

“Outras 40 câmeras fixas devem ser instaladas nos terminais a partir de agosto. Sete dessas já estão instaladas e em fase de teste. As câmeras fixas estão atreladas a um software capaz de analisar as imagens e produzir relatórios gerenciais, como o de aglomeração, que vai auxiliar no controle do fluxo de pessoas nos terminais”, informou o Governo do Estado, em nota.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta