Distrito Federal divulga calendário de vistoria de ônibus, táxis e veículos

Publicado em: 22 de julho de 2020

Governo determina prazo máximo e quantidade de veículos vistoriados por dia

JESSICA MARQUES

A Secretaria de Transporte e Mobilidade do Distrito Federal divulgou, o cronograma de realização de vistoria dos ônibus, táxis e veículos que atendem ao transporte individual de passageiros por meio de aplicativos.

A Portaria 111, publicada no DODF, estabelece que os procedimentos serão de forma escalonada e intercalada. O objetivo da medida é evitar aglomerações e sobrecarga das atividades.

Os prazos de validade das vistorias haviam sido prorrogados desde o dia 9 de março, devido ao Plano de Contingência Distrital evitar a propagação do novo coronavírus.

Agora, o cronograma divulgado pela Semob permite a retomada dos procedimentos, fixando prazos máximos e quantidade diária de veículos que deverão ser apresentados para as vistorias.

ÔNIBUS

As operadoras do Serviço Básico do Sistema de Transporte Público Coletivo (STPC/DF) terão até 9 de outubro para atualizar as vistorias dos ônibus, de acordo com o documento.

Assim, cada uma das cinco concessionárias poderá apresentar 10 veículos por dia. As demais operadoras, inclusive as de transporte complementar rural e de transporte coletivo turístico, terão prazo de 30 dias, podendo vistoriar, cada uma, dois ônibus diariamente.

TÁXI

Para os taxistas, o prazo máximo de realização do procedimento está relacionado ao vencimento da vistoria. A Portaria 111 traz uma tabela com prazos que vão até o dia 30 de dezembro, dependendo da data em que a vistoria venceu ou estiver para vencer. A Secretaria vai atender no máximo 20 veículos por dia.

Os veículos do Serviço de Transporte Individual Privado de Passageiros (STIP/DF), conhecidos por veículos de aplicativos, serão vistoriados de acordo com tabela semelhante à dos taxistas, também fixada na Portaria 111.

Confira abaixo as tabelas de prazos para táxis e veículos de aplicativo:

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta