Teresina terá frota de ônibus de 30% nesta sexta, 17

Objetivo, segundo a Prefeitura, é contribuir para isolamento social. Foto: Divulgação.

No fim de semana, serviço será suspenso

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Teresina, no Piauí, informou que a frota de ônibus será de 30% nesta sexta-feira, 17 de julho de 2020. Por sua vez, no fim de semana o serviço será suspenso, tanto no sábado, 18, quanto no domingo, 19.

De acordo com a Strans, (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito), essa determinação é semelhante à que ocorreu no último final de semana. A ação, segundo a Prefeitura, contribuiu para o registro de melhores índices de isolamento social com 42,7% na sexta; 51,8% no sábado e de 55,7% no domingo.

Relembre: Transporte coletivo em Teresina (PI) será suspenso neste final de semana

“Essas alterações no funcionamento do serviço de transporte público ocorrem em consideração ao cumprimento do Decreto Municipal 19.890 de 6 de julho, que trata sobre a intensificação de medidas de isolamento social mais rigorosas nas sextas, sábados e domingos deste mês de julho. Essa foi uma das formas de combater a Covid-19”, informou a Prefeitura, em nota.

ESTRATÉGIA PARA ISOLAMENTO

O gestor da Strans, Weldon Bandeira, informou, em nota, que essas estratégias no funcionamento do transporte público contribuem para melhorar o isolamento.

“Ficamos satisfeitos com os índices alcançados no final de semana passado, mesmo não sendo os ideais. Dessa forma todos contribuindo iremos sair mais rápido desse tempo de pandemia”, disse.

De acordo com o decreto, existe restrição de funcionamento de serviços nas sextas-feiras.

Desta forma, é permitido o funcionamento apenas de farmácias e drogarias, mercados, supermercados, bancos, loterias, serviços de saúde, segurança e vigilância, delivery exclusivo para entrega de produtos de alimentação pronta, comunicação e situações comprovadas de urgência e emergência.

Também conforme o decreto nos sábados e domingos só funcionam farmácias e drogarias, serviços de saúde, segurança e vigilância, delivery exclusivo para alimentação pronta, comunicação, e em situações de comprovada urgência e emergência.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta