Jequié, na Bahia, decreta toque de recolher após agravamento de casos de Covid-19

Publicado em: 11 de julho de 2020

Ônibus da Expresso Rio de Contas. Foto: Fabrício Portella

Restrição de circulação de pessoas vigorará no horário compreendido entre as 18h e as 5h

ALEXANDRE PELEGI

Jequié, cidade de 155 mil habitantes no estado da Bahia, decretou toque de recolher a partir deste domingo, 12 de julho de 2020.

O motivo, segundo Decreto Municipal publicado nesta sexta-feira, 10, foi o agravamento dos casos de contaminação pelo coronavírus. A prefeitura argumenta que os poucos leitos de UTI de que Jequié dispõe já estão ocupados, tornando extremamente provável que haja desassistência no curto prazo.

Considerando que não se vislumbra alternativas que não a restrição de circulação para buscar conter a disseminação em massa do vírus”, afirma o texto do Decreto, a prefeitura determinou a suspensão, a partir das 15h do dia 12 de julho até o final do dia 20 de julho de 2020, “a realização de toda e qualquer atividade econômica formal e informal (setores de serviços, varejista ou atacadista), no município de Jequié, incluindo ambulantes e feirantes”.

Apenas alguns estabelecimentos essenciais poderão funcionar, como farmácias, supermercados, mercearias, dentre outros, além do transporte coletivo urbano.

A restrição de circulação de pessoas (toque de recolher) será retomado no horário compreendido das 18h às 5h, “devendo todos os munícipes e proprietários de estabelecimentos comerciais o cumprirem”.

Segundo o boletim epidemiológico da prefeitura, até esta sexta-feira, 10, a cidade registrou 1.590 casos da doença, dos quais 95 confirmados nas últimas 24 horas.

Até essa data, ocorreram 40 mortes por Covid-19.



Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta