Prefeitura de BH volta atrás e mantém intervalo entre viagens de ônibus municipais

Ônibus do transporte municipal de BH. Foto: Divulgação.

Decreto publicado na manhã de hoje foi retificado, conservando a  grade de horários aos sábados e dias úteis, que também havia sido alterada

ALEXANDRE PELEGI

Após haver lançado decreto na manhã de hoje, 07 de julho de 2020, alterando os horários e os intervalos das viagens dos ônibus municipais, a prefeitura de Belo Horizonte lançou nova versão, alterando o texto sob alegação de “erro material na publicação”.

O Decreto nº 17.383, conforme publicado hoje cedo em edição extra do Diário Oficial do Município, determinava que os intervalos entre as viagens não poderão ser superiores a sessenta minutos. Relembre: Prefeitura de BH amplia intervalo de viagens no transporte coletivo

O texto alterava Decreto de 22 de maio, nº 17.362, que preconizava que “nos dias úteis, os intervalos entre as viagens não poderão ser superiores a trinta minutos, nos horários de pico, e a quarenta minutos, nos horários fora de pico”.

Na republicação, essa mudança é retirada do texto. Ou seja, o previsto no Decreto de 22 de maio segue valendo.

Outra alteração feita na edição de hoje cedo referia-se aos horários aos sábados e dias úteis.

Com a republicação, os horários ficam da seguinte forma:

– nos dias úteis e aos sábados, entre 4h e 23h59min, e não entre 5h e 21h59 (dias úteis) e 5h e 20h:59 (sábados) como publicado anteriormente;

No caso de domingos e feriados continua valendo a edição do Decreto publicado hoje cedo: entre 6h e 9h59min e entre 16h e 19h59min, exceto linhas alimentadoras das estações de integração, que também terão viagens aos domingos e feriados na faixa horária compreendida entre 20h e 20h59min.

DECRETO PUBLICADO HOJE CEDO:

decreto_BH


DECRETO RETIFICADO:

retifica_dec_BH


A prefeitura de BH informou que está marcada para as 17h30 desta terça-feira uma reunião na Prefeitura de Belo Horizonte entre o prefeito Alexandre Kalil, representantes da BHTrans, Procuradoria-Geral do Município e Ministério Público Estadual para avaliar melhorias na prestação do serviço de transporte público na capital.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta